Versão 3.0 - Time Break

Olhe na seção "Resumo de Tramas" para ficar por dentro de tudo o que acontece na Soul Society ou no Japão!
Corram Todos!




Versão 3.0 - Time Break


 
Portal BleachInícioCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 "Junshujin"

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
June Tethys
Capitão Sakura
Capitão Sakura
avatar

Mensagens : 3114
Data de inscrição : 19/10/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: S
Life Life:
300/300  (300/300)
Exp: Exp::
1000/1000  (1000/1000)

MensagemAssunto: "Junshujin"   Qui 10 Nov - 12:38

“Junshujin”

Personagens:
-Renene J’ Junshujin (June Tethys)
-Michio K’ Junshujin (Irmão mais velho da June)
-Arisu H’ Junshujin (Mãe da June)
-Kazuhiro N’ Kanren (Pai da June)


Capítulo 1 – “A Primeira Visita ao Mundo Real”



A História que irá ser contada aconteceu há muitos séculos atrás... Pelo menos na perspectiva dos humanos. Como muitos sabem, existem vários mundos, sendo o Mundo Real um entre muitos. Mas, entre esses mundos, há um cuja história influenciou o Mundo Real... Esse mundo é “Erementia”, ou, como os humanos conheciam, Reino dos Elementos.

Erementia era um local pacifico, e os seus habitantes dedicavam a sua vida aos elementos. Sua dedicação foi de tal maneira grande, que os 4 Primordiais deram-lhes a benção da eternidade. Com a eternidade, os habitantes de Erementia tinham todo o tempo do Infinito para poderem aprender mais sobre os elementos, inclusivé a controlá-los. Com o aumentar do seu poder, eles decidiram separar-se de vez dos restantes mundos, criando uma barreira que apenas alguns conseguiam passar. Ainda assim, havia uma altura, de 5 em 5 anos, que a barreira dissipava-se por alguns dias, permitindo aos habitantes visitar os outros mundos, mas... Algo inesperado também havia acontecido... A noção do tempo para os habitantes de Erementia era diferente do dos restantes mundos. Por outras palavras, 5 anos em Erementia correspondia, aproximadamente, a 1000 anos nos outros mundos. Com isso, grandes lapsos começaram a ocorrer, e Erementia acabou por se afastar de vez.

Com o passar dos anos, os habitantes de Erementia ficaram obsecados por poder... Juntando os que conseguiam viajar entre os mundos de livre vontade, iniciaram uma invasão. Muitos mundos cairam perante o poder dos elementos... E agora era a vez do Mundo Real. Ao verem tamanha maldade, os Primordiais decidiram intervir. Como era de se esperar, os habitantes de Erementia foram facilmente subjugados, mas não derrotados... Juntando todos os seus conhecimentos, descobriram que podiam elevar ainda mais o seu poder, ao nivel de puderem rivalizar com os próprios Primordiais... Eles teriam de obter a essência de um Espírito Maligno, ou como actualmente são conhecidos, Hollows. Inúmeros guerreiros fundiram suas almas com os Hollows, criando verdadeiras aberrações... Agorra monstros sem qualquer consciência, os habitantes de Erementia mataram os Primordias... E arrasaram com o seu mundo... Cinzas corriam os quatro quantos de Erementia, e os subreviventes temiam o fim de tudo...

Apesar de todo o desaspero, nada estava perdido... O mais sábio de todos os habitantes de Erementia impediu o avanço das criaturas, e aniquilou-as uma a uma. Há quem diga que ele era o prefeito dos Primordiais... Afinal, ninguém deveria de ser capaz de derrotar seres de tamanho poder. Com o seu poder, o sábio regenerou o que pode do seu mundo, criando uma nova esperança paras os habitantes de Erementia.

20 anos mais tarde...

Uma familia estava acima das outras no mundo de Erementia. Essa era a familia do antigo sábio, a família Junshujin. Depois de tudo o que aconteceu, o velho sábio desapareceu, deixando a sua única neta, Arisu, a tomar conta de Erementia. Os pais de Arisu haviam sido um dos que vendeu a sua alma por poder... Arisu nunca fala deles...

Arisu tem um filho chamado de Michio. Apesar de viver em Erementia, ele não é um puro sangue... Seu pai era um Shinigami de um mundo estranho denominado Soul Society. Arisu nunca fala do pai do jovem. Apesar deste filho, ela é casada com um homem que sempre serviu a sua familia, Kazuhiro, e ambos têm uma filha que tem 6 anos, Renene, e uma criança a caminho.

Michio era de certa forma desprezado pela sua mãe. Mas, mesmo assim, Renene gostava muito dele, e ele dela. Eram verdadeiros amigos. A diferença de idades entre os dois era grande, já que o Michio tinha 18 anos.

Em Erementia, os aniversários não são celebrados, mas Michio e Renene celebravam sempre o aniversário de cada um. É claro que tinha de ser às escondidas, já que a Arisu não aprovava a ideia. Nos seus 6 anos, Renene iria ter uma oportunidade de uma vida... Ir ao Mundo Real. Por sorte, nessa data a barreira iria desaparecer por vários dias, por isso, Michio decidiu que ira levar a Renene a visitar aquele belo mundo. E é aqui que a história começa...

No Mundo Real, o ano seria aproximadamente 1000 A.C.. Muitas civilizações iniciavam o seu desenvolvimento, e outras expandiam seus territórios. Michio e Renene surgiram em plena civilização Helena (antigos Gregos).

-Uhhh! Michio! Onde estamos?

-Segundo o que sei, estamos algures no que parece ser uma civilização um algo evoluída...

-E como se chamam?

-... Penso que eram... Gregos? Não tenho a certeza...

-Vamos visitar! Vamos!

Renene e Michio começaram a sua viagem pelo mundo antigo de 1000 A.C..

Fim Capítulo 1

__________________________________________






"Mais uma vez, sou a mais velha... Mais uma vez, tenho crianças para proteger... Será... Será que o meu destino me deixará em paz desta vez?"




Última edição por June Tethys em Qua 26 Set - 20:54, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
June Tethys
Capitão Sakura
Capitão Sakura
avatar

Mensagens : 3114
Data de inscrição : 19/10/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: S
Life Life:
300/300  (300/300)
Exp: Exp::
1000/1000  (1000/1000)

MensagemAssunto: Re: "Junshujin"   Sab 19 Nov - 16:45

Capítulo 2 – Umas pequenas férias

Renene e Michio visitaram a civilização grega nos seus primórdios. Para alguém que nunca havia saído de Erementia, ver aquele mundo era algo emocionante...

-Michio! Michio! Já vieste alguma vêz aqui?

-Não. Também é a primeira vez.

-Como é que sabes tanto sobre eles?

-Foi o vovô que me ensinou. Não haveria outra forma. Afinal, a última vez que cá vim foi à 5 anos atrás, ou seja, 1000 anos para os habitantes do Mundo Real.

-Ohhh! É mesmo muito tempo! Uhm... Eu tenho 6 anos... Se 5 é igual a 1000... Então... Eu devo ter 1000 anos neste Mundo!

-Err... 1200 anos. Cada ano nosso é aproximadamente 200 anos humanos.

-Ohhh! Percebi!

Renene fez uma continência quando disse isto, mas como brincadeira! Afinal, ela ainda é uma criança...

Já se havia passado uma semana... E segundo as contas do Michio, eles ainda teriam mais duas semanas para visitar aquele mundo jovem. Como já haviam visto tudo o que havia para ver com os gregos, partiram para norte, em direcção à actual Península Baltânica.

-Michio! Para onde estamos a ir?

-Para dizer a verdade, não sei. Este local é me desconhecido. Além disso, não existe nenhuma civilização revelante por lá... A não ser umas ruína antigas...

-Ruínas?

-Sim. Como aquelas que temos em Erementia.

-Ohhh! As casas velhas!

-Ahahah! Sim, posso dizer que sim.

-Vamos! Quero ver as casitas velhas!

Apesar da longa distância, para um habitante de Erementia isso não era nada de especial. Eles podiam viajar da forma que desejassem: pelo ar, pela água, até mesmo pelo fogo... Mas essa forma é um pouco desagradável.

Chegaram à península... A estensão de terra era gigantesca...

-Michio! Porqe se chama de península?

-... Acho que... Sabes o que é uma ilha?

-Sim! Um bocado de terra rodeado por água!

-Isso mesmo. Uma península é algo semelhante. A diferença é que tem uma parte da terra que está ligada ao continente.

-Uhhhh! Em Erementia não temos disso!

-Pois não. Não temos água para que isso possa acontecer. Mas nas zonas desértica temos algo parecido.

-Eu quero ir lá!


-Fica para outro dia. Agora, vamos visitar as ruínas...


As ruínas que a Renene e o Michio iam visitar não era nada mais que as velhas ruínas da mitologia nórdica. Ao que parece, esta ruínas pertencem aos habitantes de Erementia... Naquela altura, antes do conflito, eles eram louvados como Deuses. Afinal, seres capazes de manipular os elementos, aos olhos dos normais, isso seria como ser um Deus.

-Michio... Porque foram criadas estas velhas casas?

-As casas não foram criadas velhas. Este local, assim como muitos outros, eram colónias de Erementia. Há quem diaga que os humanos actuais são descendentes de Erementia, mas não existem provas disso... É de uma altura muito anterior até ao vovô. Mas, estas colónias foram um simblo de paz e prosperidade.

-Deuses? O que é um Deus?

-Onde viste isso?

-Está aqui na parede...

-Ahhh! Parece que descobriste um bocado da história de sítio.

Michio, durante algum tempo, leu o que estava nas paredes... Renene brincava por entre as ruínas... Depois, quando terminou, Michio chamou pela sua irmã...

-Renene!

-...

-Renene! Já terminei! Podes voltar!

-...

-Renene?

A pequena rapariga não respondia... Michio começou a ficar aflito... Para piorar, Michio apenas conseguia viajar através dos elementos, não manipulalos, já que não era um puro habitante de Erementia... Correndo por entres a ruínas, o jovem chamava pela sua pequena irmã...

-Renene! Onde estás!

Nada...

-Renene! Por favor! Dá qualquer sinal se me ouvires!

E outra vez nada... O desespero começou a aumentar mais e mais...

Quando achava que tudo estava perdido, ouviu um riso... E depois uma voz...

-Michio!

-Renene?

-Michio, estou aqui!

Indo na direcção da voz, Michio acabou por entrar nas ruínas de um templo... Lá estava a pequena rapariga, olhando para as imagens incrustadas nas paredes...

-Renene!

-Olá, Michio!

-Renene, proque fugiste?

-Eu não fugi! Enquanto estives-te a ler, eu andei a passear pelas casinhas velhas!

-Renene! Não voltes a desaparecer assim!

A criança não percebia a aflição do seu irmão mais velho... Este cumpreendia... Mas ainda assim...

-Não voltes a fazer isso... Então, o que estás a ver?

-Olha Michio! Imagens bonitas!

Michio começou a olhar em sua volta... Seus olhos quase saltaram da órbita assim que percebeu o que estava a ver...

-Não pode ser...

-O que ê?

-... Renene... O que viste aqui... Nã contes a ninguém!

-Porquê? São tão bonitas...

-Eu sei... Por isso, guarda no teu coração! E que mais ninguém saiba o que viste...

-Ohhh! Está bem!

Michio, pegando na sua irmã, deixaram aquele local... O que seriam aquelas imagens?...

Durante mais alguns dias, os dois irmãos visitaram as ruínas daquela terra gelada... E quando já estava altura da barreira se fechar, os dois voltaram para Erementia, só para voltarem a pisar este mundo 1000 anos mais tarde, que para eles são uns miseros 5 anos...

Fim Capítulo 2

__________________________________________






"Mais uma vez, sou a mais velha... Mais uma vez, tenho crianças para proteger... Será... Será que o meu destino me deixará em paz desta vez?"


Voltar ao Topo Ir em baixo
June Tethys
Capitão Sakura
Capitão Sakura
avatar

Mensagens : 3114
Data de inscrição : 19/10/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: S
Life Life:
300/300  (300/300)
Exp: Exp::
1000/1000  (1000/1000)

MensagemAssunto: Re: "Junshujin"   Sab 19 Nov - 18:02

Capítulo 3 – A Despedida de Michio

Personagens:

-Revelne R’ Junshujin

-Rettykse L’ Junshujin



Michio não havia prevido uma coisa... Arisu tinha planos para a Renene... Planos que iam coincidir com o periodo que os dois irmãos passaram no Mundo Real... A mulher percebeu logo o que havia acontecido, por isso ficou todo o tempo à espera dos dois... Com chegaram, Renene estava a dormir, e por isso o Michio trazia-a ao seu colo... Vendo a sua mãe, ele ficou branco...

-... Arisu-sama...

-Sabes o que fizes-te, não sabes?

-...

-Porque levas-te a Renene contigo?

-... Só queria passear com a minha irmã...

-O que disses-te?

-... Perdão... Queria dizer Renene-sama...

Apesar de toda a raiva que a Arisu ponha em sua palavras, ela parecia não mostrar qualquer emoção em sua face... Dirigindo-se a Michio, retira a Renene dos seus braços, e dois bate-lhe...

-Tu és um lixo! Uma mancha na nossa terra! Como te atreves a sequer a tocar em alguém como a Renene?

-... Perdão, Arisu-sama!

-... Não adianta esconderes! Eu sei que durante estes anos todos tens convivido com ela! Tu quem julgas que eu sou?

A barreira que separava Erementia dos outros Mundos já havia se fechado... Mas... Com um simples movimento da sua mão, Arisu criou uma pequena abertura...

-Sangue sujo! Considera-te com sorte o facto de ainda estares vivo! Mas, isso não implica que não recebas o teu castigo... Michio K’ Junshujin, eu te bano para os Mundo Inferiores!

Empurrando o jovem pela brecha, Michio cai para para o espaço entre os Mundos...

-... Lixo não deveria de existir neste Mundo...

-... Mamã?

-... Sim, Renene... A mamã está aqui...

5 anos mais tarde...

Renene agora tinha 11 anos. Mas, além da Renene, também havia mais duas crianças... Revelne de 5 anos e Rettykse de 3. Revelne é a que actulamente é mais conhecida por Reika e Rettykse é a Louise, ou, mais conhecida por Viridis Libitina. Sendo a irmã mais velha, Renene olhava pela suas duas irmãs. Ela ensinva às suas irmãs tudo o que tinha aprendido com o Michio... Mas, estas, não sabiam quem ele era...

-Renene-sama, quem é o Michio?

-Revelne, não interessa saber quem é essa pessoa. Ele é de um passado anterior a vós.

-P-pasado?

-Passado, Rettykse. Passado é o que chamamos aquele tempo que já aconteceu.

-E o futuro é aquele que ainda vai acontecer!

-Isso mesmo, Revelne. E o presente... O presente é o tempo em que vivemos sempre.

-S-sem presente... Não há passado...

-E sem presente, não poderá haver futuro!

-Muito bem, meninas. Vejo que vocês hoje aprenderam muito bem a lição!

-Ahahah! Então, estou dispensada?

-... Está bem, podes ir Revelne. Leva a Rettykse contigo.

-Está bem! Anda, Rettykse! Tens de andar mais rápido!

Assim que as duas sairam da sala, Arisu entra...

-Arisu-sama...

-Renene... Que estives-te a ensinar hoje?

-Hoje falei-lhes sobre o Passado, Presente e Futuro, e como cada um complementa o outro...

-Uhm... Muito bem. Vejo que fizes-te um bom trabalho.

-Agradeço o elogio, Arisu-sama...

Renene mostrava um sorriso em sua cara, mas Arisu simplesmente não mostrava emoção alguma...

-Está na hora da tua lição.

-Como desejar.

O resto do dia serviu para a aprendizagem da jovem Renene... No fim, ela pediu uns minutos à sua mãe...

-Arisu-sama... Queria lhe pedir autorização para visitar o Mundo Real. A barreira irá desvanecer nos proximos dias, e eu gostaria de visitar.

-... Tens algum motivo para isso?

-... Posso ensinar mais da nossa história à Revelne e à Rettsykse...

-Estou a ver... Vou autorizar.

-Muito obrigada, Arisu-sama...

Saindo calmamente da sala, June deparou-se com um grande vulto... Era o seu pai, Kazuhiro...

-Kazuhiro-kohai! Boa tarde!

-Boa tarde, Renene-sama! Vais a algum lado?

-Vou ter com a Revelne e com a Rettykse.

-Muito bem, não te atraso mais.

Renene fez uma vénia e despediu-se... Depois, Kazuhiro entrou na sala, indo ao encontro da Arisu... Ele ajoelhou-se...

-Arisu-sama... Estou aqui como pedido...

-Kazuhiro... Quero que sigas a Renene quando ela for ao Mundo Real...

Kazuhiro mostrou-se curioso com o pedido...

-Tendes algum motivo para isso?

-... Temo que ele não esteja tão perdido como eu desejava... E não desejo que eles se encontrem...

-Estou a ver, Senhora... Sendo assim, peço a sua permição para sair...

-Concedida.

Levantando-se, Kazuhiro volta as costas a Arisu e deixa a sala... Esta, ficou a falar para si...

-Renene... Tu ainda te lembras dele, não é verdade?... Michio... Cravas-te o teu espinho mais profundamente do que eu pensava...

Fim Capítulo 3

__________________________________________






"Mais uma vez, sou a mais velha... Mais uma vez, tenho crianças para proteger... Será... Será que o meu destino me deixará em paz desta vez?"


Voltar ao Topo Ir em baixo
June Tethys
Capitão Sakura
Capitão Sakura
avatar

Mensagens : 3114
Data de inscrição : 19/10/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: S
Life Life:
300/300  (300/300)
Exp: Exp::
1000/1000  (1000/1000)

MensagemAssunto: Re: "Junshujin"   Sab 19 Nov - 18:06

Bem, a avaliação dos Capítulos. Como sempre digo, é esquesito eu avaliar o meu trabalho, por isso, se algum Taichou não concordar com a minha avaliação, por favor Avise!!!



Capítulo 1 - Não está mau. Tem muita narração e puco dialogo, mas acho que está bem estruturado. 8 pontos.

Capítulo2 - Bem melhor que o 1º. Já tem mais diálogo, e gostei da história. Deu um pouco de trabalho fazê-lo... Mas acho que ficou bom. 9 pontos.

Capítulo 3 - Semelhante ao segundo, mas com mais narração. Também ficou legal! E dexei algo em aberto... Será o Michio o mau da fita? 9 pontos.

Total: 8 + 9 + 9 = 26 pontos Rank.

__________________________________________






"Mais uma vez, sou a mais velha... Mais uma vez, tenho crianças para proteger... Será... Será que o meu destino me deixará em paz desta vez?"


Voltar ao Topo Ir em baixo
June Tethys
Capitão Sakura
Capitão Sakura
avatar

Mensagens : 3114
Data de inscrição : 19/10/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: S
Life Life:
300/300  (300/300)
Exp: Exp::
1000/1000  (1000/1000)

MensagemAssunto: Re: "Junshujin"   Qua 7 Dez - 15:00

Capítulo 4 – “Sombras”

Os dias iam passando, e a Renene preparava a sua viajem ao Mundo Real. Revelne e Rettykse também se preparavam, mas a sua emoção era de tal maneira grande que acabavam por estar mais tempo distraidas a pensar no que ía acontecer do que a preparar-se.

Enfim, o dia chegou. Renene levou as suas irmãs para o local onde se abriria a fractura...

- Oi! Renene-sama! Não deveria existir uma espécie de porta ou portal? É que eu não vejo nada! E agora, não podemos ir ao outro Mundo? Nãooo! Eu quero ir!

-Revelne! Calma! O portal ainda não se abriu! Espera só mais um bocado! Olha para a Rettykse, ela está à espera calmamente!

-Ahhhhh! Mas eu não aguento esperar! Vá lá, acelera o processo!

-Ah...

Renene tentava acalmar a sua irmã... Enquanto isso, algo começou a acontecer no ar... Uma queda de pressão se deu, e era bem notável! Foi o suficiente para fazer a Revelne acalmar-se, e olhem que isso era muito dificil! Foi então que uma espécie de rasgão desceu, criando uma fractura...

-... Já está... A barreira enfraqueceu, e o portal surgiu. Já podemos atrave...

-Shishishi! Finalmente! Vem, Rettykse!

A pequena Revelne agarra a mão da sua irmã mais pequena e salta através da fractura...

-Revelne! Nãooo!

Renene não conseguiu parar as suas irmãs... Supostamente, elas iriam atravessar o portal, mas... Sem alguém que conhece-se o caminho, elas poderiam perder-se perante o número infimo de Mundos... Renene, desesperada, salta atrás das suas irmãs...

Do outro lado do portal estava o Mundo Real... Há cerca de 2000 anos atrás... Renene estava em pleno deserto de Áfriva, deserto qual na actualidade teria o nome de Sahara. Mas, ela estava sozinha...

-Oh não! Oh não! O que vou fazer agora? Elas devem ter caído em algum outro Mundo! Oh não!

Renene começou a sobrevoar as dunas... Ela não usava asas para isso, mas sim o próprio ar... Foram kilometros e kilometros de areia explorados... Mas nada das duas raparigas...

-... Eu não posso voltar sem elas... Elas são minhas irmãs! São tudo o que tenho! Além disso... Elas estavam à minha responsabilidade...

Desistindo, Renene deixou-se cair sobre a areia abrasadora... O calor não a incomodava... A dor no coração era demasiado grande para que qualquer dor física fizesse efeito... As lágrimas escorriam pela sua cara... Elas não chegavam a tocar na areia... O calor fazia-as evaporar ainda na sua face, Criando pequenos cristas de sais...

-Revelne.... Rettykse... Onde estão?

Algo começou-se a mexer no meio das areias... Aliás, próprias dunas subiam e desciam... Era como se algo estivess a passar por baixo delas... A Renene ainda não tinha dado por ela, até que a areia que estava por baixo dela começou a afundar-se... Com o susto e a aflição de ter perdido as suas irmãs, Renene não conseguiu reagir, acabando por ser engolida...

Poucos segundos depois, Renene emerge... Em cima do que parecia ser uma grande cabeça!!

-Mas... Mas...

A rapariga parecia confusa... O que poderia ser assim tão grande?... Aos poucos o resto do corpo também emergia... A cabeça, o pescoço... E uma enorme carapaça!... Era uma esopécie de tartaruga com um edeficio estranho em suas costas...

-Ohhh....

Renene deixou de sentir magoa... Algo a estava a acalmar... Algo trocava a sua tristeza por uma paz sem igual... E esse algo estava a chama-la de dentro do edefício...

-Eu vou... Sim, eu vou ter contigo...

A gigantesca tartruga mantinha-se ali imóvel... Renene caminhou até ao que parecia ser a entrada do edefício... Uma vez lá dentro, reconheceu alguns dos desenhos... Eles... Eram semelhantes aos que ela viu à muitos anos atrás... Como é possivel? Renene perguntava-se como algo assim poderia estar ali... Como uma criatura daquelas poderia ter um pedaço da sua história nas suas costas... Como era possivel?...

A rapariga continuou o seu caminho até chegar a uma grande sala... No centro, uma grande cratera, e mesmo no meio da cratera, uma estranha luz...

-... Eras tu que me chamavas...

A luz parecia estar a falar para a Renene... Aliás, a luz estranhamente tocava e acariciava a rapariga! Era como se a luz estivesse viva...

-Sim... Estou a perceber... Então, podes me ajudar?... Não?...

A Renene ficou um pouco triste, e a luz, para que ela não desanima-se, liberou uma luz ainda mais forte e quente... Mais alegre e relaxante...

-Obrigada... Não precisas de me animar!

Renene sorriu, e a luz parecia ter sorrido com ela...

-Eu acredito que elas vão voltar... Sim! Eu sei que elas voltam!

Durante algum tempo, Renene e a luz conversaram entre si... Muitas das coisas que a luz dizia a jovem rapariga já sabia, mas ainda assim, havia muita informação que era completamente nova para ela! Até que a luz menciona algo... Uma só palavra que fez a Renene estremecer!

-... Michio...

Como a luz poderia saber dele? Teria o Michiovisitado a luz? Não pode ser...

-... Michio... Mas... A Asrisu-sama disse que ele tinha morrido... Que era uma má pessoa...

A luz falou... Mas, já não era com a mesma alegria...

-... Mentira?... A Arisu... A minha mãe...

... A luz continuava a falar...

-... Não pode ser... Não pode ser verdade! A Arisu-sama é uma boa pessoa! Ela não faria isso ao Michio! Não! Não!

Por uns momentos, a luz voltou a acariciar a Renene...

-Porquê... Porquê! O Michio não fez nada de mal! Eu me lembro dele! Porquê?

A luz falou... Falou e falou... Durante bastante tempo, a luz explicou tudo... Tudo o que aconteceu no passodo... E o que haveria de acontecer no futuro...

Fim Capítulo 4

__________________________________________






"Mais uma vez, sou a mais velha... Mais uma vez, tenho crianças para proteger... Será... Será que o meu destino me deixará em paz desta vez?"


Voltar ao Topo Ir em baixo
June Tethys
Capitão Sakura
Capitão Sakura
avatar

Mensagens : 3114
Data de inscrição : 19/10/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: S
Life Life:
300/300  (300/300)
Exp: Exp::
1000/1000  (1000/1000)

MensagemAssunto: Re: "Junshujin"   Sex 9 Dez - 12:30

Capítulo 5 – “Espíritos Malignos”

Uma semana passou... Revelne e Rettykse ainda não tinham aparecido... Renene ficava cada vez mais preocupada, e a luz já nada poderia fazer para ajudá-la...

-Luz! Não sabes mesmo onde elas se encontram?

A luz falava-lhe... Mas não dizia nada... Renene ficava na dúvida... Saberia mesmo o local, e estava a evitar que ela fosse atrás das irmãs, ou realmente ela não sabia de nada?

-... Porque não me dizes nada de concreto?

Desiludida, Renene dirigiu-se para o exterior...

-... A barreira irá voltar ao normal dentro de alguns dias... Se eu não as encontrar... Será o meu fim...

Renene sentou-se e encontou a sua face aos joelhos... Começou a chorar...

-Eu sou tão cruel! Eu estou com medo do que me poderia acontecer! Eu não estou preocupada com a Revelne e om a Rettykse! Eu sou um monstro!

Dureante vários minutos, a jovem chorou... Seu coração estava despedaçado...

Enquanto isso, na sala onde se encontrava a luz, algo acontecia... Um portal, e 3 figuras saiam dele... Quem seriam?

-Shishishi! Onde estamos agora? Ohhhh! Olha, olha! Aquela bola de luz! Olhaaa!

-... É gira...

-Gira? É demais! Shishishishi! Shinigami! Olha, olha!

-...

Nesse momento, a luz falou para eles...

-Kyahhhh! Shinigami! Estou a ouvir vozes!

-... É a luz...

-Ahh... Estas crianças... Ah?

A luz disse algo de interessante... Interessante ao ponto de fazer o rapaz sair a correr daquela sala...

-Oi? Onde foi o shinigami?

-... Luz disse que estava alguém fora da sala...

-Vamos ver?

-... Não...

-Ohhh... És uma desmancha prazeres!

De volta ao exterior, Renene continuava a chora... O rapaz aproximava-se por detrás dela... Calmamente, pousou a mão no ombra da rapariga...

-... Renene...

Renene, como reacção, afastou-se do jovem... Ela olhava com um ar de desconfiada para ela... Também, o jovem estava coberto de farrapos, e tinha a sua face oculta...

-Renene... Segue-me...

Renene desconfiava... Mas, alguém que veio de dentro, se fosse inimigo, já teria atacado...

Renene seguia o jovem de longe... Ela ainda não confiava na figura... Quando chegou à sala da luz, a jovem caiu completamente em seus joelhos...

-Revelne! Rettykse!

As duas raparigas viram a Renene! Rindo, as duas correram para os braços da sua irmã...

-Renene! Onde estiveste? Passamos um óptimo tempo com o Shinigami!

-... Irmã... Peço desculpa pelo nosso desaparecimento...

-Revelne... Rettykse... Vocês estão bem? Onde estiveram? Magoaram-se?

-Shishishi! Não... Quer dizer, tenhos alguns arranhões, mas nada demais!

-Revelne!

Renene abraçou ainda mais as suas irmãs... Enquanto isso, o estranho jovem desapareceu... Revelne foi a primeira a apertceber-se...

-Ohhh... O Shinigami foi-se embora...

-Shinigami?

-Sim! Aquele rapaz que te trouxe até aqui!

-...

-... Ele era divertido...



-... E quem era ele?

-Não sei! Mas ele salvou-nos na terra dos Espíritos Malignos!

-Terra dos Espíritos Malignos?

-...Sim... Havia muitas criaturas esquesitas e más...

-Eles tentavam-nos comer, mas o Shinigami não deixou! Até foi ele que nos trouxe para o Mundo Real!

-...

Renene foi em direcção da luz...

-Luz... Os Espíritos Malignos que elas falam... Serão eles...

A Luz falou...

-... Estou a ver...

Renene voltou para as duas raparigas...

-Bem, está quase no tempo de voltarmos a Erementia. Não podemos voltar com estes farrapos! Vamos a alguma cidade aqui perto e comprar novas roupas!

-Shishishi! Yay! Roupas novas! Vamos, vamos!

Novamente agarrando a mão de Rettykse, Revelne sai a correr...

-... Revelne! Espera pela Renene!

Mas foi tarde demais...

-Aquelas duas...

Finalmente, ao fim de quase uma semana, Renene sorriu... despedindo-se da Luz, a jovem foi atrás das suas irmãs...

Já afastadas o suficiente, a estranha figura de um jovem aparece na sala da Luz...

-... Então é como eu suspeitava... Elas são...

A Luz falou...

-... Parece que vou ter de esperar mais um milénio...

Outro portal surge, e o jovem atravessa-o... Enquanto isso, a gigantesca tartaruga afunda-se na areia para nunca mais ser vista...

Renene, Revelne e Rettykse acabaram por chegar a uma espécie de vila num oásis. Elas passaram o resto dos seus dias naquele local. Divertiram-se com os habitantes daquele local, e quando finalmente chegou a altura de irem embora, despediram-se dos seus novos amigos e voltaram para Erementia...

Em Erementia, alguém observava a sua chegada... Era o Kazuhiro...

-... Crianças... Parece que vocês sempre se encontraram com ele... Mas, acho que a Arisu não necessita de o saber...

Fim Capítulo 5

__________________________________________






"Mais uma vez, sou a mais velha... Mais uma vez, tenho crianças para proteger... Será... Será que o meu destino me deixará em paz desta vez?"


Voltar ao Topo Ir em baixo
June Tethys
Capitão Sakura
Capitão Sakura
avatar

Mensagens : 3114
Data de inscrição : 19/10/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: S
Life Life:
300/300  (300/300)
Exp: Exp::
1000/1000  (1000/1000)

MensagemAssunto: Re: "Junshujin"   Sex 9 Dez - 12:34

Bem, mais uma avaliação! E como sempre digo, se algum Taichou não concordar com a minha autoavaliação, por favor diga!



Capítulo 4 - Uhm... Estão bom, mas poderia estar melhor... ficou um pouco confuso, mas se se ler com um pouco de atenção, dá para perceber o que está escrito. Pontuação - 8 pontos

Capítulo 5 - Está melhor que o anterior. Além disso, ficou muita coisa em aberto, no estilo, quem será o estranho Shinigami que salvou a Revelne e a Rettykse? E quem seria a misteriosa figura que o Kazuhiro dizia ter falado com as irmãs? Pontuação - 9 pontos!

Total: 17 pontos rank

__________________________________________






"Mais uma vez, sou a mais velha... Mais uma vez, tenho crianças para proteger... Será... Será que o meu destino me deixará em paz desta vez?"


Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: "Junshujin"   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 

"Junshujin"

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Versão 3.0 - Time Break :: Cenários-