Versão 3.0 - Time Break

Olhe na seção "Resumo de Tramas" para ficar por dentro de tudo o que acontece na Soul Society ou no Japão!
Corram Todos!




Versão 3.0 - Time Break


 
Portal BleachInícioCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Casa de Ayame Daisuke

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
Ayame Daisuke
Shinigami Camélia
Shinigami Camélia
avatar

Mensagens : 179
Data de inscrição : 11/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: C
Life Life:
180/180  (180/180)
Exp: Exp::
435/1000  (435/1000)

MensagemAssunto: Casa de Ayame Daisuke   Sab 13 Mar - 21:07

Relembrando a primeira mensagem :

Ayame mora sozinha numa casinha simples, mas com seus detalhes interessantes situada numa ruazinha calma e tranquila.




Aqui é o quarto de Ayame que fica numa parte superior da casa.
O quarto é simples e aconchegante onde Ayame tira suas folgas de descanso apos os treinamentos.
Um quarto bem iluminado com uma area a frente deixando os raios solares e as brisas da manhã entrarem com simplicidade e frescor.




Enquanto isso Ayame dormia ao por do sol profundamente num sono pesado e tranquilo.

Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Convidad
Convidado



Sua Ficha de Personagem
Rank: Em Treinamento
Life Life:
100/100  (100/100)
Exp: Exp::
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Qui 6 Maio - 21:36

Ela usou uma boa estratégia. Aquele seu kidou foi mais que eficiente, fora perfeito, ocultando praticamente toda a visão de Hikari. Mas era quase impossível que ela escondesse a sua reiatsu, e ainda mais quando ela começou a preparar o novo kidou.

"Sua estratégia agora é atacar, não é...? Vamos jogar do seu jeito..."

Assim que Ayame começou a recitar o encatamento Hikari, com o seu Shunpou Máximo, deslizou no chão em direção à garota com uma das pernas preparadas para um golpe rasteiro. Isso evitou que o raio que a garota disparou o atingisse, e ainda lhe proporcionou que a pegasse em sua própria armadilha. Ele saltou, depois de acumular bastante reiatsu nos pés, de forma excepcional, e preparou o seu próprio kidou:

- Hadou nº31, Shakkahou!

As três bolas de fogo avançaram em direção à neblina avermelhada criada por Ayame. Será que ela conseguiria evitá-las? Enquanto estava no alto, Hikari percebeu que Yoshiro corria ao longe.

"O que ele...?"

Ele voltou o seu foco para a luta. Quando desceu, apoiou-se no chão do mesmo modo que os corredores antes de uma rodada. Seu plano estava armado. Só bastava agora fazer seu próximo movimento e ele o colocaria em prática.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ayame Daisuke
Shinigami Camélia
Shinigami Camélia


Mensagens : 179
Data de inscrição : 11/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: C
Life Life:
180/180  (180/180)
Exp: Exp::
435/1000  (435/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Ter 11 Maio - 17:12

Estava tudo dando certo a não ser por Hikari ter conseguido se desviar do meu ataque novamente. O que não era muito bom já que eu estava perdendo por apenas um golpe. Precisava pensar em outra coisa agora. Fechei os olhos enquanto me concentrava e passei a ouvir os passos de Hikari e ver no escuro seus passos e onde estava. O som criava ilusões e possibilidades de onde ele me atacaria e com o que faria isso. Seus passos por um momento somem da terra e um vento rápido assovia. Ele havia pulado. Conclui. Girando no mesmo eixo, varias possibilidades vinham a minha mente.

Um Shakkahou?Humm...

Abri os olhos com um sorriso bobo. Ele tinha sido esperto o suficiente pra pensar que eu cairia na minha própria armadilha? Rsrsrs... Vou deixa-lo continuar pensando que sou tola desta forma.

A neblina já se dispersava tornando mais clara a minha visão. A primeira bola de fogo eu consegui me esquivar com facilidade, a segunda passou longe, mas a terceira estava próxima de mais para eu desviar. Pensei na única possibilidade que poderia me dar menos danos de batalha. Era minha única chance.

-Hadou nº 1 Shou!

Uma explosão me joga pra trás me arrastando contra a grama. O kidou havia sido parado, mas o impacto não. Já com vários arranhões pelo corpo me levantei erguendo a cabeça para Hikari.

Me desculpe por isso, mas não gosto de perder. Mais uma tentativa estava por vir. Eu me concentrava com o rosto serio e sem sorrisos.

-Bakudou nº 23 Kyakko!!!

Uma luz curva vai na direção de Hikari na intenção de cega-lo. E logo atrás já vinha a lamina da minha zanpakutou realizando um golpe na diagonal de cima para baixo da esquerda para a direita. E mais outros dois golpes formando um X.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



Sua Ficha de Personagem
Rank: Em Treinamento
Life Life:
100/100  (100/100)
Exp: Exp::
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Qua 12 Maio - 0:24

Ele devia ter calculado melhor seus movimentos. A luz produzida pelo kidou de Ayame parecia brotar do meio da fumaça vermelha, e o cegou completamente. O clarão veio seguido de um barulho metálico. Em seguida Hikari sentiu a grama roçar em seu rosto, e o vermelho tingir as flores ao redor. O sangue jorrava de suas costas em filetes, mas isso só lhe provou que Ayame tinha mais potencia do que ele imaginara, que a subestimara.

Hikari levantou-se lentamente, analisando até mesmo o respirar da shinigami. Ele abriu um sorriso após um silêncio sério e tumular:

- Ora, ora... Vejo que você honra o seu esquadrão, Ayame-san... Bom... Já que é uma oponente de alto nível, mesmo que VOCÊ não tenha percebido isso ainda, devo lutar da melhor forma que posso. Vamos nos divertir um pouco agora. Prometo...

Hikari retirou a zanpakutou de suas costas, e segurou a lâmina com a mão esquerda e o empunho com a direita. A sua reiatsu começou a criar uma forte pressão naquele local, e uma aura azul-celeste começou a se formar em torno dele. Ele dobrou a lâmina da zanpakutou, fazendo com que ela se partisse em dois e brilhasse de forma ofuscante.

- Nandemonai, Kunoichimyzu... (Nadem Guerreiras da Água)

As duas lâminas azuis estavam presas a seu corpo pelas correntes brancas. Hikari exibia um sorriso de satisfação. Ele observou Ayame por algum tempo, visando profundamente os seus olhos, quase que intimidadoramente; enquanto isso, ele fazia com que as lâminas de kunoichimyzu girassem de cada lado, como hélices, aumentando a velocidade a cada segundo que passava. Quando ele falou com Ayame sua voz parecia um tanto sombria:

- Só achei que essa luta precisava de um pouco mais de emoção. Mesmo sendo apenas um treino... Hum...

Antes que a garota pudesse perceber as lâminas era atiradas contra ele, alternadamente, causando uma pressão espiritual tremenda com o seu avanço. Enquanto uma lâmina girava em sua mão, a outra queria cortar a garota, sempre no mesmo ritmo, parecia um dança: direita... esquerda... direita... esquerda... Ao mesmo tempo em que Hikari dava pequenos passos à medida que as lâminas azuladas e brilhantes atacavam a garota.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ayame Daisuke
Shinigami Camélia
Shinigami Camélia


Mensagens : 179
Data de inscrição : 11/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: C
Life Life:
180/180  (180/180)
Exp: Exp::
435/1000  (435/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Sex 14 Maio - 21:32

Finalmente eu havia conseguido golpear Hikari, mas ao ver a cena dele ali caido no chao com um ferimento nas costas, a grama ao seu redor cheia de respingos de seu sangue. Meu estomago embrulhou. Engoli em seco enquanto via ele se levantar lentamente olhando para mim. Estremeci.
-Não é bem assim senhor Ukyo... -Disse com a voz rouca, cabisbaixa. -Melhor não... -Murmurei por fim baixo de mais. Quando vi ele ja estava liberando a sua zanpakutou.
Eu nao acreditava no que via. O brilho em seu olhar mostrava certo divertimento, mas eu nao conseguia sentir a mesma harmonia. Não depois do que tinha visto.
A pressao que eu sofria pelo porder de Hikari era enorme. Nao podia lutar mais contra aquilo tudo. E olha que era pra ser só um treino, uma lutinha amistosa, me perguntei onde foi que perdemos o controle, quando deixei tudo escapar pela minha mão.
-Pare!!! -Disse ainda calmamente, mas ele nao parecia ter ouvido.
Vinha na minha direção, ele e as duas laminas numa sequencia muito rapido.
-Me desculpe, mas isso passou dos limites meu caro. Gosto de saber que ficou animado com a luta, mas eu nao tenho como me defender com você usando a sua shikai. Tenha paciencia. Eu lhe prometo uma luta melhor quando eu for mais forte. Mas eu sei a hora de parar, sei quando vou perder. E a minha hora é essa. Me desculpe. -Falei alto enquanto ia para tras com velocidade me distanciando o maximo para nao me machucar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



Sua Ficha de Personagem
Rank: Em Treinamento
Life Life:
100/100  (100/100)
Exp: Exp::
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Seg 17 Maio - 18:22

As lâminas azuladas iam cada vez mais rápido em direção a Ayame. Elas zuniam tal a velocidade com que eram lançadas contra a garota. Hikari ainda exibia o seu sorriso maléfico enquanto via a menina retroceder, fugindo das lâminas, cada vez mais rápido. O que ele planejara no início do treino estava dando certo, ela estava superando os seus limites de velocidade. Era o que o 3º Oficial queria ver. Aquela era a primeira vez que via alguém desviar de suas lâminas com tanta velocidade; Ayame usava um shunpo com nível cada vez mais alto.

Mas quando ela começou a falar aquelas coisas, foi para ele como um gatilho hipnótico. As lâminas começaram a desacelerar, o aparente escudo azul e branco que se formara com o movimento das lâminas e das correntes se desfazia aos poucos, até chegarem ao ponto de penderem de suas mãos, e se esfacelarem no chão, brilhando fracamente, estáveis como uma serpente que dormia. A feição de Hikari mudou do divertimento para a consternação. Ele mirou Ayame com olhos tão ternos que parecia estar... Ele falou calmamente, enquanto via a garota ofegar:

- Não, Ayame-san... Eu nunca faria isso. Eu nunca te machucaria. Pelo pouquímisso que eu conheço do seu estilo de luta, suas habilidades com kidous, com shunpo... por você própria, eu não faria isso. Vejo que você é alguém brilhante, com um futuro memorável na história da Soul Society. -Ele parou um instante para respirar, e para ver a sua reação; um instante que parecera durar uma enternidade- Ayame-san, se eu tive essa atitude meio psicótica não foi por loucura ou por maldade, não. Era porque eu queria que você própria descobrisse os seus limites. E você conseguiu isso, e eu me sinto intimamente orgulhoso disso. Mesmo que essa tenha sido uma vitória só sua. Você não percebeu o que acabou de fazer? As minha lâminas avançam na mesma velocidade que eu tenho, mas nos momentos onde eu concentro mais reiatsu ela alcança o nível de shunpo de um capitão. E você estava desviando delas. Com uma certa dificuldade, mas estava. E soube muito bem quando não deve lutar, quando se pode evitar uma luta desnecessária. Meus parabéns.

Ele olhou para ela novamente. Ela tinha uma expressão indescritível nos olhos, e Hikari baixou os seus para evitar os dela. Sua zanpakutou começou a luzir mais fortemente. Em instantes ela era apenas uma katana em sua mão direita com uam fita azul-celeste envolvendo o seu empunho.

- Bem... Acho que é a minha deixa. Tenho que ir, Ayame-san. Até a próxima...

Ele não conseguia entender o porquê, mas pronunciar aquelas palavras lhe doía um pouco.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ayame Daisuke
Shinigami Camélia
Shinigami Camélia


Mensagens : 179
Data de inscrição : 11/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: C
Life Life:
180/180  (180/180)
Exp: Exp::
435/1000  (435/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Seg 17 Maio - 20:52

Ele vinha com tudo pra cima de mim e eu já me desviava de suas laminas com dificuldade quando finalmente minhas palavras fazem efeito. Abro um sorriso ainda ofegante, suas palavras eram verdadeiras. Eu já estava exausta, mas algo fervilhava dentro de mim querendo correr, correr ate ele. Suas doces palavras soavam como o vento em minha direção. Não tinha como não se surpreender, se encantar.

-Acho que eu entendi errado então rsrs... Deixar-me mais hábil? Que nobre senhor Ukyo. Seria muito bom ter mais pessoas assim no mundo. –Minha voz falha na ultima palavra já cansada.

-Obrigado. Foi uma luta e tanto. Você é muito forte, mas um dia eu vou ser mais... –Digo rindo enquanto me aproximava lentamente. –Você não precisa ir embora, eu não quero que vá... Fique! –Peço olhando profundamente em seus olhos.

A menos de um metro de distancia eu podia sentir uma vibração me subir pela espinha percorrendo todo meu corpo, aquela inquietação estava me deixando com raiva. Minhas pernas bambeavam ameaçando a cair involuntariamente ate que dei mais alguns passos à frente. Seus olhos me hipnotizavam. Então o abracei com força pela cintura. Não sabia muito bem o que estava fazendo, só queria ficar ali.

Um minuto parecia ter sido um século. Acho que foi o melhor abraço que já dei em alguém rsrsrs, eu ri sozinha.

-Me desculpe por isso Ukyo-San... –Digo me afastando cabisbaixa, envergonhada.



–Estou cansada, devo estar bêbada de sono já rsrsrs...

A tarde estava linda, o céu em uma mistura de azul, laranja e rosa com poucas nuvens. O vento passava pelo campo gélido, por causa das arvores ao redor do campo. Mas mesmo assim era uma bela tarde. Não consegui me segurar e capotei no chão rindo.

-Ahh que tarde linda! –Digo deitada na grama de braços abertos. –Melhor descansar um pouco...

Eu olhava o céu com um brilho diferente. Aquela pessoa me deixava diferente. Eu ainda não tinha certeza do porque, mas estava disposta a descobrir.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Yoshiro Hanakimi
Shinigami Tulipa
Shinigami Tulipa


Mensagens : 441
Data de inscrição : 29/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: B
Life Life:
200/200  (200/200)
Exp: Exp::
724/1000  (724/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Ter 18 Maio - 21:14

Off: esqueceram de mim T.T

On: Enquanto Yoshiro luta contra um fracción a carta que ele escreve voa na po de Hikari Ukyo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ayame Daisuke
Shinigami Camélia
Shinigami Camélia


Mensagens : 179
Data de inscrição : 11/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: C
Life Life:
180/180  (180/180)
Exp: Exp::
435/1000  (435/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Sex 21 Maio - 19:29

[Off: Não esquecemos de você.... Apenas nao comentei nada ainda... Não se preocupe, sem falar que nao tinha necessidade de voce sair daqui para ir postar pra lá, ja que esta area não é atemporal... ^^']
Voltar ao Topo Ir em baixo
Yoshiro Hanakimi
Shinigami Tulipa
Shinigami Tulipa


Mensagens : 441
Data de inscrição : 29/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: B
Life Life:
200/200  (200/200)
Exp: Exp::
724/1000  (724/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Sex 21 Maio - 19:35

Off: Sai pra deixar as coisas mais realistas
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado
avatar


Sua Ficha de Personagem
Rank: Em Treinamento
Life Life:
100/100  (100/100)
Exp: Exp::
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Sab 22 Maio - 21:19

Off: Nada a ver isso que você falou, Yoshiro... ¬¬

~o~

On:

"Que nobre senhor Ukyo". Ele teve uma aversão intantânea por aquelas palavras e por aquela garota. A ligação palavra nobre ao seu nome era como o insulto para ele. Embora ele fosse de uma família nobre, ele não queria. Ele tinha certas regalias, mas aquilo tudo tinha um preço: a distância que as pessoas mantinham dele. Mas ele não podia culpar Ayame por isso. Ela fora ela quem lhe dera esse título... Não fora ela quem o matara... Ele tentou dispersar esses pensamentos quando uma lufada de vento atingiu o seu rosto.

Hikari estava pronto para partir usando o seu Shunpo mas, quando Ayame lhe pediu para ficar, ele encontrou-se em uma total indecisão. Ele não tinha realmente um motivo concreto para partir, só que ficar ali não ajudaria em nada. Ele não tinha cara pra ficar sozinho com ela, exceto em uma luta, depois do que acontecera dentro da casa.

Porém, toda aquela sua mania de pensar demais antes de agir, foi pro espaço. Ayame se lançara até ele, lhe dando um abraço. Ele não pôde entender porquê, mas aquilo foi para ele como um bálsamo. Até mesmo a dor nas suas costas pareceu sumir. Ele apenas se deixou levar pela circunstância. Ele abaixou um pouco a cabeça, com os olhos fechados, e sentiu o cheiro doce que vinha do cabelo da menina. Mas depois, tudo aconteceu rápido demais. Ayame se afastou, se desculpando. Ele poderia ter achado aquilo extremamente normal, mas não pelo que ela disse.

- Ukyo... San...? Você me chamou de Ukyo-san, Ayame? Nossa... Eu... - ele tentava achar palavras para explicar, mas não conseguia - Você não sabe o quanto me fez feliz...!

E isso era realmente verdade. Ela desistira de chamá-lo de sama. Isso o aliviava muito. Quando ele viu a garota deitar-se na grama, ele postou-se a seu lado, sentado; com um dos joelhos levantados, e encostou o rosto nele. A sua zanpakutou já estava devidamente embainhada, e descansando na grama verde-esmeralda, a seu lado.

Hikari cerrou um pouco os olhos, e pensou durante um instante, antes de começar a falar a conclusão à qual acabara de chegar:

- Ayame-san... Você me faz bem, sabia?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ayame Daisuke
Shinigami Camélia
Shinigami Camélia
avatar

Mensagens : 179
Data de inscrição : 11/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: C
Life Life:
180/180  (180/180)
Exp: Exp::
435/1000  (435/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Seg 24 Maio - 18:14

Como era boa a companhia de Hikari. O por do sol esquentava meu corpo e eu relaxava tranqüilamente com os olhos fechados, apenas apreciando o momento em silencio. Hikari havia se sentado ao meu lado, parecia bem, então não quis comentar nada. Estava feliz, apenas isso.

Quando Hikari fez o comentário sobre o meu modo de chamá-lo fiquei pensativa, já era a segunda pessoa que reclamava isso comigo. Não que ele estivesse reclamando, mas estranhei. E ri sozinha.

-Se incomoda de que eu o chame de Ukyo-Sama? Porque? –Quis saber. –É a coisa mais normal, já que tens um cargo bem acima do meu e eu o respeito muito. Meu vice-capitão disse a mesma coisa. E eu ainda não entendo porque os costumes estão se perdendo, ate parece que não se tem mais respeito entre os shinigamis. Eu sou de família nobre, e assim fui criada, ensinada... Hoje em dia é difícil de ver esse respeito.

Acomodei-me na grana macia enquanto levava os braços cruzados atrás da cabeça. Abri os olhos sorrindo.

-Como prefere que eu o chame então senhor? –Perguntei animada.

Depois de um tempo o silencio voltava a suavizar o clima. Mas Hikari o interrompe novamente. Eu apenas viro meu rosto para o seu lado para olhá-lo melhor.

-Eu te faço bem? Rsrsrs... Que bom... Você também me faz bem, apesar de me sentir meio estranha, como se não conseguisse raciocinar muito bem, como se você roubasse algo de mim... Eu não sei direito... –Dei de ombro fingindo não ligar e voltei a posição em que estava, fechei os olhos e a pergunta inundou minha mente.

-Mas... Porque eu lhe faço bem? –Perguntei curiosa pela resposta.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado
avatar


Sua Ficha de Personagem
Rank: Em Treinamento
Life Life:
100/100  (100/100)
Exp: Exp::
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Sex 28 Maio - 13:26

Ela era mais esperta do que eu imaginava. Ou melhor, curiosa. Mas se bem que ela estava certa. Eu não podia culpá-la pelas perguntas depois de comentários como aqueles. Mas tinha certeza que seria mais difícil de conversar com ELA sobre aquilo do que poderia ser com qualquer outra pessoa.

O sol estava quase sumindo no horizonte, o céu estava pintado agora em um tom estranho de roxo e laranja; mas ainda era quente e vivo. Essa era uma situação era mais constrangedora do que era necessário, e eu senti meu rosto esquentar enquanto o rubor subia pelo meu rosto.

- Bem Ayame-san... Vamos... Vamos por partes, sim? Você me perguntou sobre o porquê de eu não gostar do... De ser chamado de ‘sama’... Eu tenho uma explicação. Mas pode ser que você não entenda, ou talvez não. Eu... Eu não nasci aqui na Soul Society, eu... Eu fui assassinado. Na realidade toda a minha família foi dizimada por um maldito Hollow... E... Quando cheguei aqui, eu e meu irmão (não sei se você o conhece, o Hachiro Ukyo) estávamos decididos a encontrar esse Hollow e destruí-lo a qualquer custo. E pra isso eu precisava me tornar um shinigami. Nós precisávamos...

Eu olhei para a garota. Ela parecia estar absorta em pensamentos ao mesmo tempo em que exibia um ar de extrema concentração no que eu dizia. Respirei fundo, continuando em seguida:

- Quando entramos na Academia Preparatória, uma nobre, capitã da antiga Gotei 13 convidou a mim e ao meu irmão para entrar na sua família, a dos Ukyo. Meu irmão aceitou com prazer, já eu... Eu acho que só me juntei a eles porque não queria ficar longe do Hachiro. E tantos costumes, mesuras... Isso não se encaixa na minha personalidade. Eu não me sinto melhor do que ninguém, e ser de família nobre é contra os meus princípios. As pessoas me tratam como se eu fosse... É como se um abismo imenso nos distanciasse. E principalmente agora que fui promovido a 3º Oficial. Eu não quero que haja distinção mais do que necessário. Por isso odeio o ‘sama’. Então... Não o use seguindo o meu nome quando não for em um momento formal.

Eu sorri. Uma gargalhada espontânea, e verdadeira. Mas logo me calei, pressentindo o que devia falar em seguida. Era realmente difícil. Eu não tinha uma resposta plausível àquela pergunta. Demorei alguns instantes pensando, analisando tudo o que poderia dizer, ou não. Por fim, tomei coragem para falar algo que era, de certo modo, decisivo:

- Talvez por que... Porque eu... Isso seja um sinal de que eu gosto de você, Ayame-san...

Fechei os olhos ao pronunciar as últimas palavras. Não tinha como saber a reação dela. E isso me angustiava. Só me restava esperar...


Última edição por Hikari Ukyo em Ter 1 Jun - 16:27, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ayame Daisuke
Shinigami Camélia
Shinigami Camélia
avatar

Mensagens : 179
Data de inscrição : 11/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: C
Life Life:
180/180  (180/180)
Exp: Exp::
435/1000  (435/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Seg 31 Maio - 18:25

Off: kkkk porque mudou a narração pra primeira pessoa?

On: Coitado parecia tão perturbado em tocar nestes assuntos, me senti mal por um estante, apenas um estante. Eu ouvia ainda deitada sobre a grama com os braços atrás da cabeça. O céu estava lindo e o crepúsculo chegava deliberadamente rápido. Eu me sentia a vontade em conversar, talvez a perturbação dele me deixasse mais tranqüila, sei lá.

-Eu entendo tudo o que disse, mas algo me deixou... –Minha frase morre antes que eu a complete, havia parado para repassar sua frase em minha mente antes de lançar uma nova pergunta.

-O senhor comentou algo sobre “É como se um abismo imenso nos distanciasse”. Eu... Eu não entendi essa parte muito bem... Talvez o cargo de terceiro oficial possa nos distanciar um pouco, mas não vejo o porquê ser nobre nos distancie... Você não sabe muito sobre mim, não é? Rsrsrs. Vejo que não. Mas bem... Se é assim que quer então eu o farei.

Parei por um tempo deixando o silencio digerir as informações no meu cérebro. Ate que percebi que agora mais do que nunca ele estava perturbado. Eu não contive minha vontade e comecei a rir baixinho.

-Que bom. Rsrsrs... Você é legal, também gosto de você. Espero te conhecer melhor rsrs... Sabe acho que se abriu comigo. Então eu acho que vou me abrir com você como um troco. Tem um lugar que eu sempre vou pra pensar, é lindo. E nunca levei ninguém lá... É meu lugar favorito. –Dei uma pausa observando suas expressões e abri um sorriso sincero. –Esse horário é o melhor... E ai o que acha da idéia? Se quiser eu posso te contar um pouco sobre mim enquanto chegamos lá... Mas se for muito tarde pra você não tem problema... Posso te levar um outro dia se quiser...

A escolha não era difícil, e não era problema saber qual ele escolheria. O sorriso e a alegria percorriam meu corpo, eu devia estar tremendo de ansiedade então não me contendo naquela posição me levantei de um salto esganiçada e comecei a pular no mesmo lugar toda abobada. As mãozinhas balançavam freneticamente junto com os joelhos me dando uma aparência estranhíssima, como se levasse um choque em alta voltagem.

-Vamos? Vamos? -Pedia, quase que implorando.

Acho que nunca tinha me visto daquele jeito. Sem contar que mostrar a alguém o meu lugarzinho era absolutamente relutante para qualquer outra pessoa, mas com ele eu tinha uma vontade extrema de lhe compartilhar o lugar. Eu somente sorria esperando as respostas antes de lhe lançar as regras para seguir-mos em frente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado
avatar


Sua Ficha de Personagem
Rank: Em Treinamento
Life Life:
100/100  (100/100)
Exp: Exp::
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Ter 1 Jun - 17:53

Ela parecia ter entendido o que eu disse. Mas só não a parte em que eu me referi ao abismo, e isso era um ponto substancial da conversa. Eu precisaria de mais algum tempo para explicar aquilo. Só não poderia agora, ela não parava de falar. Eu desfiz a minha expressão fria, aquela couraça de gelo que me envolvia, e sorri fechando os olhos e abaixando a cabeça. Os meus cabelos estava soltos, e aquele movimento meu fez com que eles cobrissem meu rosto. A luz do crepúsculo sumiu por um instante, e apenas traços finos e alaranjados passavam por aquela cortina de um azul tão escuro.

Eu ainda tinha o sorriso marcado nos lábios naquela semi-escuridão que era só minha. Eu a ouvia atentamente. E puder perceber que ela realmente queria retribuir o que eu lhe fizera. Eu não acreditava que houvesse realmente necessidade disso. Me levantei ao ouvir o convite.

- Ayame-san... Não...! Não precisa me retribuir nada. De verdade. Não precisa fazer nada por se sentir obrigada
- fui até o seu lado, e segurei as suas mãos (aquela euforia toda dela estava me deixando um pouco encabulado). - Agora... Quanto ao seu convite... Eu aceito. Claro. Vamos?

Caminhei a seu lado. Isso agora não me parecia tão difícil, nem tão constrangedor. Era a hora de explicar.

- Olha... Aquela história do abismo... Eu sei que você é uma nobre, mas eu falo dos outros shinigamis, não só eles, as outras pessoas, as com uma classe menos favorecida que a nossa... Elas me tratam de um modo diferente, isso é normal, mas eu não gosto desse 'abismo' que me separa delas, sempre me observando com toda aquela resignação e reverência... Acho um pouco chato...

Olhei para Ayame. Ela me parecia tão... tão linda... Tão próxima e, ao mesmo, inalcansável... Mas, ainda assim era ela. A Ayame. Era a minha amiga...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ayame Daisuke
Shinigami Camélia
Shinigami Camélia
avatar

Mensagens : 179
Data de inscrição : 11/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: C
Life Life:
180/180  (180/180)
Exp: Exp::
435/1000  (435/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Ter 1 Jun - 20:17

Eu ria. Não acreditei no que dizia, talvez não tivesse entendido muito bem, ou eu mesma falado de uma forma errada.

-Você não me entendeu, pois bem. Eu vou reformular a minha frase meu caro. Huhum. –Dei um pigarro e continuei. –Eu quero lhe contar algo sobre eu também. Se fosse por obrigação eu não contaria, sou meio teimosa quanto essas coisas, não gosto de nada forçado. –Disse começando a caminhar para o lado leste do campo onde adiante se encontravam muitas arvores.

Ele percebeu meu silencio por um instante e quis responder algo que havia ficado para trás. O meu silencio foi o suficiente para eu pensar em como começar a contar.

-Hum entendi... Sei como é, mas eu não ligo muito pra isso já que normalmente eu faço amizade fácil e quando isso acontece às pessoas não se sentem presas a estes costumes. Bem... –Dei uma pausa tentando encontrar palavras para começar. –Eu sou meio chata às vezes porque já sofri muito com essas coisas de nobreza. Também não sou muito chegada, mas eu compreendo. Quando pequena sempre gostava de lutar, sempre! Eu tenho apenas um irmão mais velho, que é o Kuro. Eu o amo muito. E não sei viver mais sem ele... Um irmão e tanto ele foi. Quando éramos crianças ele não lutava, era mais quieto, gostava mais de me ver treinar do que ele mesmo fazer. Meu pai não gostava da idéia de um filho que não lutava e de uma filha que parecia mais um moleque. –Eu ri no momento viajando nas lembranças mais profundas de quando ainda era feliz. –Minha mãe achava um absurdo eu querer me tornar uma shinigami, sabe era tudo ao contrario na nossa família, era mais fácil me ver treinando do que me ver em um chá da tarde com as amigas. E Kuro nunca se importou com isso, ele não gostava de lutar. Ate que o mestre da família Daisuke tomou providencias exageradas e prendeu uma zanpakutou ao corpo do menino. Kuro e eu éramos muito unidos, passávamos todo o tempo juntos brincando, rindo. Foi a época mais feliz da minha vida. Ate que nos separaram. Foi terrível, eu era muito pequena e sofri muito, imagino ate hoje o quanto Kuro sofreu, ate suicídio ele tentou, fiquei sabendo pelos familiares. Ficamos muito tempo sem noticia um do outro. Ate que eu cresci e recebi a noticia de que ele havia fugido de casa, graças a Deus ele se deu bem lá fora, encontrou um amigo que criou ele como um filho e o ensinou a ter gosto por luta. Depois disso ele entrou pra academia, e eu quando fiquei sabendo obriguei minha mãe a me trazer de volta. Ai entrei para a academia depois de fazer a cabeça do mestre e dos meus pais para me deixarem entrar e ficar com Kuro por aqui. –Abaixei a cabeça, meus olhos havia se enchido de lagrimas, contar aquilo a alguém era de fato difícil. –Me desculpe fiquei emocionada... –Disse secando os olhos com o dorso da mão. –Hoje estamos bem, mas nele ainda há vestígios de traumas passados... Pelo menos agora estamos juntos e eu estou realizando o sonho desde pequena que era me tornar shinigami.

Na esta altura do campeonato já estávamos caminhando entre as arvores, a noite chegara calorosa e o luar iluminava a trilha da floresta entre os topos das arvores.

-Basicamente é isso a minha historia... É tão difícil ser nobre quanto é ser pobre. Mas é claro que sei suas diferenças... As dificuldades são diferentes, mas não deixam de serem ruim da mesma forma. Sou mais como um pássaro, e não gosto de me sentir presa. Mas ainda sim eu os compreendo. Apenas compreendo.

Após a longa caminhada nós podíamos nos ver a um grande rochedo. Alto que tinha uma vista maravilhosa. Eu caminhei ate a beirada, mas não cheguei muito perto.

-Não é linda esta vista? –Perguntei olhando o horizonte de novas montanhas que se formavam na escuridão da noite sobre o luar incandescente.

O silencio se fez por alguns estantes, me abaixei olhando pela beirada do rochedo. Lá embaixo tinha muitas pedras e um rio que escorria dentre elas. A escuridão dava uma aparência medonha, mas eu ainda a achava linda.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado
avatar


Sua Ficha de Personagem
Rank: Em Treinamento
Life Life:
100/100  (100/100)
Exp: Exp::
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Qui 3 Jun - 14:14

- É, Ayame-san... Você é realmente linda... - onde é que eu estava com a cabeça!? Precisa corrigir isso logo! - Digo! A vista é realmente linda! Você é tem razão.

O que fora aquilo? Que porcaria. Eu passei tanto tempo ouvindo a história dela que depois eu me deixei levar por pensamentos, parecia que eu estava viajando. Nem havia me dado conta da resposta que daria, só falei a primeira coisa que me veio à cabeça. Eu havia agido mecanicamente. Pensei em algo relacionado com 'linda'... Droga!

- Desculpe por isso, Ayame-san... Mesmo. De verdade. Não foi minha intenção te deixar constrangida...

Na verdade EU é quem estava constrangido, procurando um lugar pra esconder a min ha cabeça, igual a um avestruz. Precisava fugir daquela situação. Fui até a beira do penhasco e me sentei. Pouco me importava agora se fosse perigoso; bem melhor seria se eu caísse ali.

Apenas deixei o meu olhar vagar pelo oceano escuro e frio. Se agitava tão ferozmente perto de onde estávamos e era tão calmo perto da lua, do horizonte. Aquela lua imensa, iluminando tudo ali. Mas eu não tinha plena convicção quanto ao iluminar TUDO; ela não alcançava as partes mais sombrias de minha mente agora tão confusa...

- Sabe... Ainda não consegui me perdoar pelo que aconteceu... Digo... A culpa por estar aqui é minha. Perder minha família e minha vida foi culpa minha. Só minha...

Fixei meus olhos na lua. Sua claridade prateada parecia me cegar, mas não me importei com isso, já que as lágrimas reduziam o impacto que ela produzia em meus olhos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ayame Daisuke
Shinigami Camélia
Shinigami Camélia
avatar

Mensagens : 179
Data de inscrição : 11/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: C
Life Life:
180/180  (180/180)
Exp: Exp::
435/1000  (435/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Ter 8 Jun - 14:55

Comecei a rir ao perceber o trocadilho embaraçoso. E ele ainda ficava sem graça, era mais engraçado ainda. Tentei abafar os risos com as mãos e me aproximei.

-É claro que tenho, é realmente muito bom. Às vezes venho meditar aqui em cima, adoro quando venta bastante. –Comentei.

Contemplei o belíssimo luar que iluminava sobre nossas cabeças reluzindo nas águas abaixo do rochedo. Ate que Hikari se desculpa. Fiz cara de cética e uma careta como se fosse algo banal.

-Não se preocupe rsrsrs Não foi nada de mais, acontece... –Disse calmamente tentando tranqüilizá-lo.

-Temos sorte, hoje esta quente... Então não vai ser tão ruim rsrs... –Continuei.

Com certeza ele não tinha entendido nada, eu ri.

-Vamos... Ainda tem outra coisa que queria mostrar... Acho que vai gostar... Depois lhe prometo um chá quente pra não ficar resfriado rsrsrs... –Disse rindo animada.

-Vamos? –Perguntei olhando-o sentado próximo a beirada.

-Prefere descer por onde? –Perguntei apontando a beirada do penhasco e depois uma descida íngreme e escorregadia a nossa direita.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado
avatar


Sua Ficha de Personagem
Rank: Em Treinamento
Life Life:
100/100  (100/100)
Exp: Exp::
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Sex 11 Jun - 16:52

- Qualquer lugar, contanto que seja com você...

Nem liguei para esse 'deslize' ela não parecia ter se ofendido com o elogio involuntário mas, mesmo que dessa vez isso tivesse sido uma cantada, não me importei. De verdade. Cheguei mais perto dela pra admirar as duas opções que tinha.

- Bem... Pensando melhor, Ayame-san... Acho que vai ser mais divertido descer pelo penhasco... - Um sorriso malicioso formou-se em meu rosto. Um sorriso daqueles que se dá quando se espera uma aventura. - Pode ir na frente... Se quiser.

Gargalhei.
Estava sendo sincero no que dizia. Achava realmente que seria bem mais interessante descer o penhasco, era também uma boa oportunidade para treinar um pouco de Hohou.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ayame Daisuke
Shinigami Camélia
Shinigami Camélia
avatar

Mensagens : 179
Data de inscrição : 11/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: C
Life Life:
180/180  (180/180)
Exp: Exp::
435/1000  (435/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Qua 30 Jun - 19:27

Eu sorria e ficava avermelhada no mesmo instante, era incrível como ele conseguia me deixar daquela forma. Parecia mesmo uma boba, só de ouvir aquelas coisas já parecia ter um treco, mas eu conseguia disfarçar bastante, “acho”. Às vezes ser um pouco dissimulada é bom, os cursos de teatro da “realeza” também ajudaram bastante, mas era difícil controlar o vermelhidão do meu rosto.

-Érr... Então ta né... –Disse rindo da sua cara de “eu sou o bom”...

-Que cavalheiro rsrs... –Complementei cética quando passei a sua frente ficando a beira do penhasco.

Olhando para a escuridão e as sombras que se formavam nos rochedos abaixo eu sorri, ia ser uma descida e tanto, e como eu adorava aquilo tudo, não me ia demorar a pular.

-Nos vemos lá em baixo então. –Disse lhe lançando um olhar imprevisível e pulando do penhasco.






O vento passava por todo meu corpo, me sentia leve como uma pluma, meu rosto ainda avermelhado começava a melhorar. De braços abertos podia sentir tudo se esvaziar da minha mente, funcionava mais rápido do que meditar, e era muito mais “radical”, talvez eu tentasse fazer isso outras vezes.

Como o penhasco era muito rochoso eu não pude manter meu vôo para o lindo oceano iluminado pelo luar. Então mudei a posição em que estava, me firmei de pé ainda caindo ate que vi uma rocha em que poderia pousar e então decidir por onde mais descer. Firmei meus pés na rocha e rapidamente já pulei para outra ao lado, assim fui descendo as estranhas do penhasco sem muitas dificuldades, não quis usar o hohou, pois sabia que não era necessário. Simplesmente cair e usufruir do corpo espiritual já era o bastante para satisfazer meu êxtase.

Parada em cima de mais uma rocha pude ver uma abertura em meio ao desfiladeiro que nos levaria ao local correto. A ansiedade me corroia por dentro e o sorriso estonteante se fixava em meu rosto. Então me joguei novamente para mais uma queda livre, me aproximando da abertura dei um impulso forte contra a parede e aterrissei em meio à coluna rochosa. O caminho era escuro, e não se via nada no fundo alem da escuridão sombria da passagem. Agora esperava por Hikari para continuarmos a caminhada.

Instantaneamente logo após de mim Hikari chega, essa era a parte boa, a minha vantagem era ele não saber o caminho, então ele tinha que me esperar para ver, para saber o próximo passo. Eu ri com isso.

-Seja cuidadoso, o local é apertado e escuro, pode ter insetos também, mas acho que isso não é nada de mais pra você não é? –Ironizei rindo e pegando em sua mão.

-Ali é quase como um labirinto, então vou cuidar pra você não se perder de mim...

Fui caminhando lentamente para dentro da abertura, segurando sua mão com carinho. Realmente era escuro e não podia se ver muita coisa, a luz do luar que batia na entrada do fecho clareava um pouco, mas a nossa frente não dava para se ver muita coisa.

-rsrs... Como esta se sentindo? Espero que não seja claustrofóbico, se não teríamos que parar o passeio para socorrê-lo, e não gostaria de parar isso por nada... –Virei meu rosto para trás para tentar olhá-lo, mas não vi muita coisa, talvez um sorriso, mas não tinha certeza então voltei a olhar para frente antes que tropeçasse. O lugar era apertado mal dava para caminhar nós dois lado a lado, então andando a frente entrei em outra abertura, eu torcia pelo menos para não errar o caminho.

-Ai! –Gritei soltando sua mão e levanto as minhas duas ao pé. –Acho que chutei uma pedra, que devia ser muito grande... T.T –Lagrimas encherão meus olhos, realmente tinha doido.

-Ah... Que droga. –Resmunguei. –Vamos continuar... –Disse ainda nervosa, voltei então a pegar sua mão e murmurando coisas continuei por entre as rochas, mancando.

-Estamos quase lá... –A empolgação voltando a aflorar em meu corpo.

Não demorou muito e logo chegamos a um outro fecho. Só que mais amplo, onde a luz do luar pegava muito bem, clareando todos os pontos. Olhei mecanicamente meu pé e pude ver o estado em que estava. Meio inchado, mas melhor do que o esperado.

-Chegamos!!!! –Disse aliviada e feliz ao mesmo tempo. Me virei e percebi que ainda segurava sua mão, fiquei um tanto encabulada e a soltei instantaneamente.

-Agora falta pouquinho rsrsrs, quer parar para descansar? –Perguntei voltando a virar um tomate.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado
avatar


Sua Ficha de Personagem
Rank: Em Treinamento
Life Life:
100/100  (100/100)
Exp: Exp::
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Seg 5 Jul - 19:38

Dei um tempo depois que ela desceu, para que ela tivesse uma certa vantagem. Eu não estava muito assim de que as coisas demorassem a acontecer, então desci usando o meu Shunpo logo em seguida. Pulando de rocha em rocha, quase nao sendo visto nos intervalos para tomar impulso novamente.

Ao chegar na entrada, eu fiquei chocado com a escuridão que havia ali. Era... um pouco amedrontador. Caminhei um pouco mais até conseguir ouvir a voz de Ayame. Se não fosse por isso acharia que tinha a visto entrar no lugar errado. Era quase impossível divisar alguma coisa ali. E fiquei um pouco triste com esse fato, mas logo sorri com seu comentário.

- Ah, tá... Até par...

Fique mudo quando a sua mão tocou a minha e meu rosto esquentou. Vermelho devia ser apelido pra como ele estava agora. Fiquei grato pela escuridão. Caminhei segurando a sua mão. Ela era quente e macia. Pequena também. Parecia encaixar perfeitamente dentro da minha, e essa tremia levemente. Esperava que ela não percebesse isso. Eu me sentia devaneado. Concentrando-me em sentir a sua mão em contato com a minha. Quente e frio. Ela falou alguma outra coisa. Eu não havia entendido, então preferi assentir sorrindo.

Meu polegar acariciava suavemente as costas de sua mão. Se ela percebia estava gostando ou ignorando. Foi quando ela deu um grito, e minha mão perdeu a sua fonte de calor no instante em que ela levou as mãos dela ao pé.

- Ayame-san, você está b...

A sua mão voltou novamente à minha, e isso me deu um certo alívio. Mas nada omitia a minha preocupação com o seu pé. Isso sempre acontecia comigo. Mesmo depois de me tornar shinigami. Ela podia ter torcido o tornozelo, ou algo do tipo. Em alguns instantes eu pude ver uma réstia de luz e um sorriso aflorou em meu rosto. E ainda mais quando ouvi a sua comemoração. Uma gargalhada grave, mas suave, retumbou no local. Pelo que parecia, havia paredes ali.

Vi Ayame ficar vermelha quando percebeu que ainda estávamos de mãos dadas. Me aproximei um pouco mais dela - "Por favor, não se afaste... Por favor, não se afaste...". - E pus a mão em seu ombro, atravessando suas costas.

- Acho que a gente não vai a lugar nenhum. Já viu como é que o seu pé tá?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ayame Daisuke
Shinigami Camélia
Shinigami Camélia
avatar

Mensagens : 179
Data de inscrição : 11/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: C
Life Life:
180/180  (180/180)
Exp: Exp::
435/1000  (435/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Seg 12 Jul - 18:27

Senti meu corpo estremecer, Hikari se aproximava de mim lentamente, minhas pernas bambearam e meu rosto ficou de variados tons de vermelho.

“Não chegue mais perto...” Pensei fechando os olhos assustada.

Eu não queria que ele fizesse algo precipitado, mas não consegui sair do lugar. Quando senti suas mãos em meus ombros e sua voz correr preocupada por meus ouvidos abri os olhos aliviada juntamente com um sorriso meia boca.

-Ah na-não se preocupe, estou bem. Sério. –Prometi.

-Vamos continuar sim, não temos todo o tempo do mundo né. Já esta ficando tarde e eu não costumo dormir essa hora rsrs... –Me afastei lentamente caminhando normal, para mostrar que meu pé havia melhorado mesmo. Fora uma dorzinha passageira.

-Venha por aqui... –Disse indo ate a extremidade do lugar.

Entre o muro alto de rochas e o chão pedregoso havia um buraco, uma entrada para ser mais explicita.

-Cruze os braços bem rente ao peito e pule... Segure a respiração, lá em baixo é uma espécie de... Hum... Gruta. –Eu o olhei carinhosamente e com um lindo sorriso cruzei os braços e segurando a respiração pulei pelo buraco entre o chão e o muro.

Meu corpo caiu por alguns segundos e então meus pés logo encontraram a água. Meu corpo afundou com o impacto e pude sentir a água morna aquecer-me. Abri os olhos e comecei a subir para a superfície. Cheguei rapidamente respirando com toda a vontade enchendo enfim os pulmões novamente. A gruta era linda, era como se estivéssemos em uma montanha oca, ou melhor, um vulcão só que ao invés de lava havia uma água azul cristalina banhada por pétalas de flores que caiam pelo topo do “vulcão” que parecia mais uma clarabóia destinada a permitir a entrada da luz belíssima do luar brilhando sobre as águas térmicas.


[imagine a luz pegando toda a agua, como se a lua estivesse a pino]

Olhei ao redor aquela cena maravilhosa, não acreditava que o tinha levado ate ali, mas pensando bem, guardar aquela beleza só para mim era egoísmo. A água não era funda perto da beirada da parede, eu podia ficar sentada e com a água no pescoço. Fui para lá nadando e me sentei arrumando os cabelos para trás, somente a espera de Hikari. Me perguntava se ele ia gostar ou não.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado
avatar


Sua Ficha de Personagem
Rank: Em Treinamento
Life Life:
100/100  (100/100)
Exp: Exp::
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Ter 20 Jul - 23:54

- Tudo bem, então.

Dei de ombros. Não havia nada que eu pudesse fazer para evitar que ela continuasse com aquela viagem. Estendi a mão para que ela mostrasse o caminho.

Enquanto caminhávamos, eu tentava me concentrar no caminho. Mas era difícil. Ela estava bem ali, na minha frente. Tão perto etão longe ao mesmo tempo... Tão... Real. Eu estava louco de vontade de correr até ela e lhe dar uma abraço apertado e nunca mais largá-la. Até mais do que isso. Mas não podia, era... Indecente. Nós dois, no escuro e eu a abraçando...? Ela poderia pensar coisas erradas a meu respeito.

Fui desperto de meu conflito quando consegui divisar uma luz, azul e intensa, mas ela tremeluzia levemente, como se fosse...

- Água...!
- sorri olhando para Ayame, mas parei no meio do caminho. Ela estava tão... Linda. Olhando com tanta ternura para mim, que não a beijei ali mesmo por pouco.

Em questão de segundos ouvi o barulho de água sendo perturbada. Fiquei observando-a enquanto nadava. Tentando me concentrar no que estava prestes a fazer. Teria que ter uma grande força de vontade e, principalmente, muita paciência. Apesar de tudo, eu não quis me arriscar a nadar e ter um ataque ali dentro. A minha tremedeira mal me permitia ficar me pé. O que estava acontecendo comigo? Será que eu estava louco ou algo assim? Tomei nota mental de pedir um diagnóstico ao irmão de minha taichou depois.

Quando a vi para em um ponto do lago, usei o meu Shunpo Máximo para chegar até lá. Parando à sua frente, em pé, acima da água. Forcei um sorriso da melhor forma que pude e me deixei afundar na água. Fique embaixo dela por um tempo, tentando pensar. Depois emergi, e olhei fixamente para ela.

- Ayame-san... No que está pensando?

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ayame Daisuke
Shinigami Camélia
Shinigami Camélia
avatar

Mensagens : 179
Data de inscrição : 11/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: C
Life Life:
180/180  (180/180)
Exp: Exp::
435/1000  (435/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Sab 24 Jul - 16:40

Hikari vinha logo atrás de mim, o que me deixava um pouco sem graça. Eu não reparei muito nele quando entramos, a beleza do lugar tinha tirado minha atenção. Depois quando já estava sentada na beirada e com a água no pescoço pude ver que ele não parecia muito confortável, me perguntei por que e reparei que o reflexo da água quando batia em seu rosto o deixava mais lindo do que o normal. Atrevi-me a pensar em coisas surreais, ele parecia um anjo, como dizia na terra, um ser inimaginavelmente lindo, atraente e doce.

Sorrateiramente lento ele se aproxima e pergunta no que eu pensava, engasguei na hora e comecei a tossir porque eu não ia falar no que eu realmente estava pensando, ia ficar piegas. Me vi novamente ficar vermelha, bem vermelha e tentei disfarçar.

-Érr... rsrs... Bom... Eu... –Não consegui dizer nada, estava ficando muito nervosa, ia acabar de delatando sozinha. - Eu é... Tava olhando o... Lugar... –Abaixei a cabeça, por pouco não digo coisa de não devia. –Adoro esse lugar rsrs...

Como eu me sentia uma idiota. Falando daquele jeito desajeitado, vermelha e sem graça. Tentei recompor uma postura melhor.

-E você n-no que esta pensando? –Pergunto ainda travada enquanto mexia os braços pra frente e para trás brincando com a água.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado
avatar


Sua Ficha de Personagem
Rank: Em Treinamento
Life Life:
100/100  (100/100)
Exp: Exp::
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Seg 26 Jul - 16:32

Vi o seu rosto ficando vermelho e sorri levemente. Tive a leve impressão de que ela foi totalmente sincera no que dizia. Fiquei sentindo a temperatura da água. Apesar de ser noite, a água estava anormalmente morna. Era estranho, mas era bom. Assim como o que eu sentia quando estava com Ayame.

Eu estava olhando as suas mãos brincando com a água. Uma súbita vontade de pegá-las invadiu o meu corpo, mas eu lutei para controlar essa vontade. Apesar do que acontecera durante todo aquele dia, eu não tinha certeza de que éramos... amigos. Quando ouvi a sua pergunta, não exitei em responder.

- Em como é desconfortável usar essa roupa dentro d'água.


Sorri e depois fiquei sério, olhando para ela novamente. Bem dentro de seus olhos.

- Você já disse a resposta
- parei um instante para observar sua cara confusa. - Esse lugar, quero dizer. Justamente sobre ele, mas... Era especificamente no porquê de você ter me trazido aqui.

Será que eu estava ficando louco? Em outra circunstâncias eu jamais diria uma coisa daquelas, era meio... indelicado.

- É só que... Você disse que era o seu lugar preferido... Então eu me pergunto no porquê disso.


Que merda! Eu continuava fazendo as mesmas burrices! E se ela ficasse ofendida? Eu estava sendo curioso além da conta... Fazendo perguntas demais. Afundei por alguns instantes, me xingando mentalmente, extravasando minha raiva de mim mesmo. Quando voltei, fquei ansioso, aguardando a sua resposta. Ou não.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ayame Daisuke
Shinigami Camélia
Shinigami Camélia
avatar

Mensagens : 179
Data de inscrição : 11/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: C
Life Life:
180/180  (180/180)
Exp: Exp::
435/1000  (435/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Seg 26 Jul - 19:34

Em algumas horas Hikari me olhava fixamente me encarando. Eu ficava mais vermelha que um tomate e completamente sem graça, mas não podia deixar de achar engraçado e sorrir. Gostava apesar de ficar toda abobada.

No momento em que escuto sua resposta minha expressão muda automaticamente ficando seria, temendo algo imprudente. Concordava mentalmente que era estranho, mas se ele se atrevesse a retirar as roupas eu ia matá-lo ali mesmo sem dó nem piedade. Seu sorriso quebra um pouco minha careta, mas ao ver seu rosto ficando serio fiquei confusa, depois de abrir a boca ai sim eu me vi confusa mesmo.

A pergunta era obvia e eu já tinha sacado, não pude controlar e abri um sorriso malicioso. Fiquei quieta uns momentos pra fazer suspense e pude ver que ele começava a se atrapalhar todo. Ele lança uma segunda pergunta e eu continuo com a mesma cara maliciosa me segurando para não dar boas gargalhadas. Ele afunda na água, e eu aproveito para soltar o ar e rir um pouco. Quando ele volta emergindo na água volto a segurar o ar fazendo aquela mesma cara.

Seu rosto avermelhado e sem graça era hilário, parei por um momento percebendo que ele podia achar à mesma graça quando eu ficava vermelha, então a piada perdeu a graça e fiquei seria. Dei um pigarro, agora eu estava sem graça.

-Sim é meu lugar preferido... Não sei por que trouxe você aqui, acho que foi mais por impulso, mas por quê? Acha que eu não devia tê-lo trazido aqui? –Perguntei cética brincando com ele.

-Não tenho motivos, só achei que ia gostar daqui, eu nunca trouxe ninguém e não sei por que trouxe você... Talvez já estivesse na hora de mostrar a alguém como esse lugar é lindo. É egoísmo guardá-lo somente para mim, não acha?

As palavras eram ditas lentamente com um pingo de sensualidade. Não previ que ficaria assim, era estranho, não podia controlar. Fui me aproximando ate ficar bem a sua frente.

-Se pergunta por que né, então me diz, quais foram suas conclusões? –Perguntei sussurrando ao pé de seu ouvido.

Por dentro pude sentir algo estranho, uma vontade incontrolável de persuadi-lo. Não entendi nada, mas não pude conter tudo aquilo era novo pra mim. E a vontade de estréiá-lo era... Intrigante.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado
avatar


Sua Ficha de Personagem
Rank: Em Treinamento
Life Life:
100/100  (100/100)
Exp: Exp::
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Seg 26 Jul - 19:52

Tentei me concentrar em seus olhos. Mas eu não conseguia fazer isso por mais de três segundos. E era pior ainda quando ela chegava mais perto. Involuntariamente, meus olhos se fechavam. Só me toquei no papel ridículo que fazia quando eles estavam completamente fechados. Tentei me concentrar no que diria a ela. Eu tinha as minhas teorias. Mas será que eu poderia dizer?

Pus uma das mãos em sua nuca. Devia estar bem fria agora. A água ajudava muito nesse quesito. Percebi que aquilo poderia insinuar muita coisa - muitas até verdadeiras -; e então pus a mão delicadamente em seu ombro.

- As conclusões... elas... érr...


Devia estar sendo MUITO ridículo. Eu devia estar parecendo um tomate, de tão envergonhado. Respirei fundo e continuei.

- Imaginei que você me trouxe aqui pelo mesmo motivo pelo qual me dispus a vir aqui com você...
- parei um segundo. Seria difpicil olha para ela agora, mas era um preço a se pagar para que ela acreditasse em mim. Retirei a mão de seu ombro. - Porque eu gosto de... de estar com você, Ayame-san...

Fechei os olhos novamente ao fim da frase e me afundei. Estava decidido a ficar embaixo d'água pelo tempo necessário para que eu me afogasse. Seria bem melhor do que ter de enfrentá-la.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ayame Daisuke
Shinigami Camélia
Shinigami Camélia
avatar

Mensagens : 179
Data de inscrição : 11/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: C
Life Life:
180/180  (180/180)
Exp: Exp::
435/1000  (435/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Qua 28 Jul - 21:46

Cada segundo que se passava ele se atrapalhava mais e mais. Meus olhos se enchiam de emoção só por estar ali próximo a ele. Suas respostas faziam uma reviravolta em meu cérebro, me fazendo pensar em motivos, em circunstancias.

-Realmente Hikari-Chan... Gosto muito de estar com você... –Ele volta a se afundar na água, faço uma careta.

Como era bobinho rsrsrs eu ria por dentro, tão fofo, gentil, atencioso, cuidadoso, bobo, mas incrivelmente lindo. Eu estava fora de mim, mas estava adorando o meu novo eu. Abaixei as mãos segurando Hikari pelo colarinho com força e o puxei para cima com tudo. A água escorria por seu cabelo, e ele parecia assustado com aquela atitude, esperei um momento e então o puxei para mais perto. Seu nariz encostava com o meu, agora eu podia sentir claramente sua respiração. Meu coração batia muito rápido, juntamente com minha respiração ofegante.

Lentamente fui afrouxando seu colarinho, ate deslizar minhas mãos por seu rosto, encaixei-as segurando-o firme.

-Vê se não foge desta vez. –Disse num sussurro.

Fechei os olhos involuntariamente, e puxei seu rosto bem devagar. Meus lábios encostaram nos seus, e meu coração deu um salto, me apertei em seu corpo me encaixando nele, e os sentidos fizeram o resto. Um sabor adocicado, uma tremedeira nas pernas, um suor que escorria... Tudo fazia parte do beijo. Aquele incrível beijo.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado
avatar


Sua Ficha de Personagem
Rank: Em Treinamento
Life Life:
100/100  (100/100)
Exp: Exp::
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Qui 29 Jul - 1:01

De repente o ar invadiu os meus pulmões. Fiquei assustado com aquela sua atitude. Achei aquilo estranho. Não que eu pensasse que ELA fosse me deixar ali, mas porque EU queria ficar ali.

Meu coração parou por um segundo quando ela se aproximou de mim. A sua respiração estava rápida e ofegante, assim como a minha. Quando ela falou pra eu não fugir, fiquei confuso. Mesmo tendo sido tão baixo, teve o efeito de uma manada de elefantes, lotando um campo de futebol em um dia de Clássico.

- Como assim? Fugir d...


Fiquei sem fala, sem reação, sem ar, sem batimentos cardíacos e sem pensar. Aquele beijo foi como a morte. Foi... Imprevisível, mas impactante. Assim como Dita Cuja (a morte), não havia mais alternativa alguma; apenas me render. E foi o que eu fiz. Minhas mãos trêmulas encontraram a nuca de Ayame.

Apesar de ser tão repentino, era intenso, e mágico. Era... Indescritível. Eu poderia usar todas as palavras lisonjeiras que conheço, mas nada se compararia ao que FOI o beijo. Quando ele parou, eu fechei os olhos e encostei a minha testa na dela, ainda ofegando.

- Perfeito...


Quando recuperei o fôlego, comecei um novo beijo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Yoshiro Hanakimi
Shinigami Tulipa
Shinigami Tulipa
avatar

Mensagens : 441
Data de inscrição : 29/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: B
Life Life:
200/200  (200/200)
Exp: Exp::
724/1000  (724/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Qui 29 Jul - 1:12

OFF: ÓÓÓÓÓÓÓÓH! Ti lindo, mas pesso uma coisa, fiquem só no beijo por enquanto :P ahsuahsuahsuahsua
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ayame Daisuke
Shinigami Camélia
Shinigami Camélia
avatar

Mensagens : 179
Data de inscrição : 11/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: C
Life Life:
180/180  (180/180)
Exp: Exp::
435/1000  (435/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Qui 29 Jul - 17:54

Enquanto o beijava sentia coisas muito estranhas, novas, coisas que eu não conhecia, minhas pernas estavam mole, e meu coração batia mais rápido do que o de um beija-flor. Senti suas mãos tremulas segurarem minha nuca e os pelos do meu braço arrepiarem junto com um friozinho na barriga. Eu já estava sem fôlego. Quando paramos para recuperá-lo. Hikari encostou sua testa na minha, eu estava extasiada de emoção, seus olhos pareciam tão hipnóticos... Sua boca parecia clamar para que eu voltasse a beijá-la. Sua voz soa um sussurro ate meus ouvidos. Ele tinha toda razão, tinha sido perfeito. Abri um sorriso torto, estava muito feliz por estar ali com ele.

-rs... Acho que eu sou doida... Desculpe-me... –Disse com a voz rouca antes dele voltar a me beijar.

Talvez fosse mais profundo do que imaginara, incrivelmente intenso... Como o mesmo havia dito... Perfeito!

Off: Hahahaha ate parece que você não me conhece né Yoshiro... Nem precisava pedir, não vai passar disso. XD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado
avatar


Sua Ficha de Personagem
Rank: Em Treinamento
Life Life:
100/100  (100/100)
Exp: Exp::
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Sab 31 Jul - 20:30

Interrompi novamente o beijo. Um pensamento, uma idéia me passou pela cabeça.

- Que estranho...

Passei alguns segundos tentando recuperar o fôlego. Era difícil pôr as idéias em ordem agora, mas eu estava me esforçando, tentando resistir a seu beijo, seu corpo... Consegui pensar em algo pra falar.

- Parece que aquele episódio na sala da sua casa foi há séculos...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ayame Daisuke
Shinigami Camélia
Shinigami Camélia
avatar

Mensagens : 179
Data de inscrição : 11/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: C
Life Life:
180/180  (180/180)
Exp: Exp::
435/1000  (435/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Seg 2 Ago - 21:12

Hikari interrompeu o beijo, fiquei olhando-o, contemplando seus lindos olhos enquanto falava algo, mas eu não prestava atenção.

-Ah me desculpe eu não prestava atenção. –Disse sem graça quando vi que ele esperava que eu dissesse algo.

-Já esta tarde, é melhor irmos antes que peguemos um resfriado aqui... –Completei afundando na água e nadando para um túnel por onde sairíamos dali.



O túnel era escuro e muito difícil de enxergar, bem ao fundo apenas se podia ver uma luz, que não ajudava em nada pelo fato de já estar de noite. Continuei nadando ate o final onde pude emergir da água e sair, ensopada. Tínhamos tomado um caminho diferente pelo que entramos e demos de cara com a floresta a beira de um lago de águas termais.

-Agora o caminho é mais tranqüilo... Vamos ir rápido pra não ficarmos muito tempo com esta roupa molhada...

O tempo estava ótimo, devia ser umas dez horas e não ventava nem um pouco, o céu completamente estrelado iluminava a floresta juntamente com a lua. Tentei torcer o máximo que pude a roupa, mas ao ver que não adiantava nada me irritei e comecei a caminhar em direção a floresta.

Por uns momentos fiquei com receio em falar com Hikari, não sei dizer se estava tímida, mas com certeza estava corando. O som da mata me deixava nervosa, principalmente os grilos cantando feito loucos. Dava a impressão de estar mais silencio entre nós. E me senti incomodada com isso. Tentei argumentar alguma coisa, mas nada me veio à cabeça, então continuei andando na frente no silencio barulhentos dos grilos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado
avatar


Sua Ficha de Personagem
Rank: Em Treinamento
Life Life:
100/100  (100/100)
Exp: Exp::
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Dom 8 Ago - 0:28

Eu não tinha mesmo o que dizer. Foi uma coisa tão... Estranha. Muito imprevisível e bom... Mas ainda assim, não deixava de me fazer sentir-me estranho. E confuso.Eu só a conhecia há algumas horas, e já tinha feito aquilo... Não era da minha natureza.

Enquanto caminhávamos pela mata, minha mente se mantia fora de foco, como se todos os meus pensamentos estivesse obscurecidos por uma névoa. Eu não tinha para dizer a ela. Eu andava mesmo sem ter consciência que fazia isso. Eu tentava medir cada atitude minha, pesar cada palavra dita, cada gesto... E, principalmente, as consequências que isso teria.

Eu poderia estar mesmo me precipitando, me enganando; e enganando a ela, principalmente, se eu estivesse errado... Quando percebi, já estávamos novamente em sua casa. Levantei meus olhos, a observando-a por alguns instantes. Eu tentava pensar em algo para dizer agora. A essa altura, eu devia estar mais do que vermelho.

- Bem, Ayame-san... - era ridículo. Eu nunca tive tanta dificuldade de me despedir de uma pessoa antes. - Acho que... Ér... Foi... foi bom. - que merda eu tava fazendo? - Digo, obrigado por essa noite. - Pior... - Quer dizer... Eu tô falando da nossa luta e da caverna. Realmente linda... Mas não que eu não tenha... gostado do beijo.... Ér... Ele foi ótimo, mas...

Eu respirei fundo. Porque me atrapalhar tanto assim com as palavras? Era só uma despedida.

- Bem... Te vejo outra hora?

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ayame Daisuke
Shinigami Camélia
Shinigami Camélia
avatar

Mensagens : 179
Data de inscrição : 11/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: C
Life Life:
180/180  (180/180)
Exp: Exp::
435/1000  (435/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Sex 13 Ago - 20:21

Andamos por algum tempo sem nos falarmos, eu caminhando na frente cabisbaixa e pensativa. Perguntava-me, como aquilo tudo tinha rolado? Mas eu simplesmente não sabia responder, uma hora eu me lembrava de ser eu, e outra hora já parecia ser outra pessoa, eu não agiria daquela forma, então porque agi? Era um absurdo, porem eu não conseguia ver erros maiores, tinha sido tão mágico! Tão diferente, porque seria errado? Balancei a cabeça tentando espantar os pensamentos que gritavam em minha mente, já estávamos frente a minha casa, de volta ao lar.

Virei-me imaginando que esta seria a hora mais chata daquele dia incrível. Com um sorriso torto eu o olhava se atrapalhar todo para dizer um simples adeus. Era tão fofinho rsrs, eu ri com isso, mas logo meu sorriso se foi, dali a instantes eu estaria sozinha em casa e poderia dormir tranquilamente na minha cama macia, mas quem disse que era isso que eu queria?

-É foi bom... –Disse num tom mais baixo. –Sim, nos vemos outra hora. –Completei com um aceno de cabeça e me virando para a porta.

É eu sei um tanto formal, apesar do que tinha rolado. Mas eu não queria deixá-lo mais atrapalhado do que já estava. Castigava-me pelas atitudes imprudentes há horas atrás, não ia voltar a fazê-las pra recomeçar tudo de novo, não que eu não quisesse, mas simplesmente não podia. Mesmo querendo eu teria que me controlar um pouco mais. Só o tempo me diria quais são meus sinceros sentimentos por aquele garoto. E se tivesse que esperar, por que não?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Naoko Hanakimi
Vizard
Vizard
avatar

Mensagens : 163
Data de inscrição : 23/02/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: C
Life Life:
200/200  (200/200)
Exp: Exp::
546/1000  (546/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Sab 14 Ago - 15:04

Naoko chegava apressada na casa de sua amiga Ayame.
_ Ohayo Ayame-san está em casa??
dizia a garota aos berros..
abrindo a porta...
_Ayame-san estou entrando!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Yoshiro Hanakimi
Shinigami Tulipa
Shinigami Tulipa
avatar

Mensagens : 441
Data de inscrição : 29/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: B
Life Life:
200/200  (200/200)
Exp: Exp::
724/1000  (724/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Sab 14 Ago - 18:09

Depois da Guerra e de alguns problemas no CM, Yoshiro caminhava para algum lugar sem população mas se lembrou que tinha que ir para a casa de Ayame ve se tudo estava bem, lua acompanha os passos do garoto, ele estava se sentindo só depois de tudo que aconteceu... Chegando na casa de Ayame ele fica parado na porta que estava aberta e Grita:

- Ayame-san, está ai?

O garoto entra desisperado e encontra Ayame e Naoko conversando...


Última edição por Yoshiro Hanakimi em Sab 14 Ago - 21:45, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ayame Daisuke
Shinigami Camélia
Shinigami Camélia
avatar

Mensagens : 179
Data de inscrição : 11/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: C
Life Life:
180/180  (180/180)
Exp: Exp::
435/1000  (435/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Sab 14 Ago - 21:40


Eu me voltava para casa deixando Hikari para trás aos poucos, pensei por um momento que poderia ter sido um erro, mas balancei a cabeça para espantar este pensamento. Afinal de contas, desde quando o amor é um erro? Mas também me perguntava logo em seguida, será que era mesmo amor? Ou só uma atração física? Eu não sabia responder.

Minutos depois Naoko já abria a porta de minha casa e a adentrava escandalosa como sempre. Respirei fundo, e forcei um sorriso.

-Olá Hanakimi-Chan... Como você esta? –Perguntei tentando me animar e não pensar no que havia acontecido há poucas horas atrás.

-Sinta-se a vontade... –Disse sorrindo. - Estou meio molhada, vou tomar um banho e volto rapidinho. Acho que preciso conversar mesmo... rsrsrs –Eu já voltava a me animar mesmo sentindo-me como se faltasse algo por dentro, algo que alguém parecia ter roubado.

Mal consegui respirar e logo Yoshiro me grita e entra com uma cara esquisita de preocupação.

-Yoshi-Chan? O que aconteceu? Você ta com uma cara... Você ta bem? –Perguntei me aproximando para analisá-lo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Yoshiro Hanakimi
Shinigami Tulipa
Shinigami Tulipa
avatar

Mensagens : 441
Data de inscrição : 29/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: B
Life Life:
200/200  (200/200)
Exp: Exp::
724/1000  (724/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Sab 14 Ago - 21:48

Yoshiro respira fundo e diz:

- Me desculpe chegar assim, é que como os imaginish foram embora achei que algo tinha acontecido com você, e como foi a batalha com Hikari?

Dizia o garota para a pobre menina que não saia de nada, ele vira para Naoko e diz:

- Oi Naoko-san, vocês duas estão bem?

O Garoto já pergunta mais calmamente...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ayame Daisuke
Shinigami Camélia
Shinigami Camélia
avatar

Mensagens : 179
Data de inscrição : 11/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: C
Life Life:
180/180  (180/180)
Exp: Exp::
435/1000  (435/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Dom 15 Ago - 17:12

Escuto ele dizer algo, mas não cheguei a prestar muita atenção. Dei um sorriso torto e peguei sua mão.

-Estou bem Yoshi-Chan rsrs... A batalha foi boa, eu perdi claro, mas foi legal rsrsrs... Nós ainda não lutamos né, um dia eu arrasto você pra uma arena ^^’ –Disse puxando-o para a sala.

-Venha Hanakimi-Chan... Aqui na sala é mais quente... –Chamo Naoko enquanto solto a mão de Yoshiro. –Vou subir e tomar um banho, não vou demorar... É que estou encharcada... –Expliquei. –Já já eu volto. Tem biscoito na mesa e suco na geladeira! –Gritei já de cima das escadas.

Agora Naoko e Yoshiro se encontravam sozinhos na sala, ate o tempo de eu terminar de me arrumar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Yoshiro Hanakimi
Shinigami Tulipa
Shinigami Tulipa
avatar

Mensagens : 441
Data de inscrição : 29/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: B
Life Life:
200/200  (200/200)
Exp: Exp::
724/1000  (724/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Sex 20 Ago - 17:06

O Garoto senta no sofa e se estica todo, ele olha para a naoko e diz:

- E ai maninha tudo bem?

O garoto espera a resposta de Naoko e espera a Ayame descer...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ayame Daisuke
Shinigami Camélia
Shinigami Camélia
avatar

Mensagens : 179
Data de inscrição : 11/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: C
Life Life:
180/180  (180/180)
Exp: Exp::
435/1000  (435/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Sab 21 Ago - 16:47

Passado meia hora depois eu já terminara de tomar banho e me aprontar para a visita. Descendo as escadas lentamente com aquele mesmo sorriso torto, eu já avistava Naoko e Yoshiro sentados no sofá.

-Desculpem a demora rsrs... Ah que canseira... Hoje eu to quebradinha... mas me digam, quais as novidades? –Perguntei me sentando junto a eles.

-E ai Yoshi-Chan, como vai sua recuperação?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Yoshiro Hanakimi
Shinigami Tulipa
Shinigami Tulipa
avatar

Mensagens : 441
Data de inscrição : 29/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: B
Life Life:
200/200  (200/200)
Exp: Exp::
724/1000  (724/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Sab 21 Ago - 18:09

Yoshiro olha para a garota e diz:

- Olha aqueles ferimentos não foram nada, eu só tava com uns ferimentos por dentro do corpo e quase sem reatsu, se eu perdece mais reatsu eu tinha morrido... Mas o que importa é que eu to bem ^^, - O garoto da uma pausa e pergunta: - E você tem novidades? Como esteve aqui sózinha com hikari enquanto eu estava fora?

Dizia o garoto curioso...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ayame Daisuke
Shinigami Camélia
Shinigami Camélia
avatar

Mensagens : 179
Data de inscrição : 11/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: C
Life Life:
180/180  (180/180)
Exp: Exp::
435/1000  (435/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Seg 23 Ago - 20:16

Escuto sorridente o que ele fala e faço uma careta no final.

-Se você perdesse mais reiatsu então tinha morrido? ¬¬" e ainda diz que tava bem... ai ai viu... quando é que vai tomar juízo? Rsrsrs... –Dei risada ao final. Após ouvir a pergunta respirei fundo procurando palavras para explicar o que havia acontecido.

-Não houve nada de mais, lutamos e é claro que ele ganhou... e Bom... Depois eu o levei pra dar umas voltas na floresta, fui mostrar um lugar que eu costumo ir quando quero descançar... Só isso. –Disse olhando para baixo enquanto corava levemente. –Nossa to com uma fome rsrs... Vou fazer um lanchinho, vocês querem? –Pergunto tentando fugir do assunto discretamente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Yoshiro Hanakimi
Shinigami Tulipa
Shinigami Tulipa
avatar

Mensagens : 441
Data de inscrição : 29/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: B
Life Life:
200/200  (200/200)
Exp: Exp::
724/1000  (724/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Seg 23 Ago - 21:09

Yoshiro escuta o que a garota diz, ele pensa:

- Eu to sentindo algo de errado por aqui, será que ela está escondendo algo?
- Ah! não importa, eu to vendo ela bem feliz aqui, isso é o que importa...

O garoto pensa em um monte de coisas na hora, logo a garota mensiona em lanche, o jovem ficava por dentro "Não" mas por fora ele queria dizer "Sim", o garoto não comia nada de diferente faz um belo tempo, o garoto olha para os olhos da garota e diz:

- Olha eu não queria, mas para não ficar chateada eu irei comer um vai...

Logo após o garoto abre um belo sorriso e diz:

- Vou te ajudar lá na cosinha, não rejeite meu pedido

O garoto diz num tom suave, ele só pretendia ajuda-la bastante por ali, depois que ele perdeu muita coisa com ela...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ayame Daisuke
Shinigami Camélia
Shinigami Camélia
avatar

Mensagens : 179
Data de inscrição : 11/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: C
Life Life:
180/180  (180/180)
Exp: Exp::
435/1000  (435/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Seg 23 Ago - 21:28

Dou novamente um sorriso.

-É realmente seria uma desfeita com a minha comida, bem se quer ajudar, então ta bom... ^^’ Naoko-Chan a gente já volta ok? –Me levanto vagarosamente do sofá e puxo Yoshiro para a cozinha. –Primeiro lave as mãos! –Ordeno logo após lavar as minhas.

-Tem pão de forma ali em cima... –Aponto o pacote. –Separe-os na forma, por favor... –Enquanto isso me dirigi a geladeira e peguei uma peça de queijo, e uma calda de caramelo. –Gosta de calda de caramelo? –Pergunto parando para olhá-lo enquanto pegava uma faca ao lado para cortar o queijo em fatias. –Eu sempre fazia isso escondida quando era pequena rsrs, normalmente a noite... é só passar manteiga no pão, colocar o queijo em cima e por no forno, uns minutos depois tira e coloca a calda, deixa esfriar e esta servido! Rsrs –Explico rindo.

-Entao mãos a obra!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Yoshiro Hanakimi
Shinigami Tulipa
Shinigami Tulipa
avatar

Mensagens : 441
Data de inscrição : 29/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: B
Life Life:
200/200  (200/200)
Exp: Exp::
724/1000  (724/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Seg 23 Ago - 21:36

O garoto lava as mãos, e as seca num pano que tinha ali perto da pia. O garoto ficou meio confuso, ele separou os pães e disse:
- É eu nunca comi um lanche com calda de caramelo, mas vamos espermentar né...
O jovem precisava de mais ajuda do que ela precisava, ele nem sabia o que fazer...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ayame Daisuke
Shinigami Camélia
Shinigami Camélia
avatar

Mensagens : 179
Data de inscrição : 11/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: C
Life Life:
180/180  (180/180)
Exp: Exp::
435/1000  (435/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Seg 30 Ago - 14:57

Yoshiro se atrapalhava todo, isso porque era simples, imagino se eu o chamasse pra me ajudar com uma ceia? Rsrs eu ri.

-Yoshi-Chan quer ajuda ai? –Pergunto ainda rindo. –Coloque as fatias de queijo no pão, pode por duas ou três em cada pão... Vou pegar uma forminha... –Caminho ate o armario e o abrindo abaixo para olhar o fundo. –Pode ligar o forno, pra ir aquecendo por favor? –Peço gentilmente enquanto ainda encurvada pegava uma forma para colocar os pães. –Ah! Achei uma... –Levanto rápido de mais ficando zonza. –Ui ta tudo girando, levantei rápido de mais rsrs... Aqui, deixa eu colocar os pãeszinhos... –Ia pegando os pães já com as fatias de queijo e colocando na forma enfileirados. –Agora coloque no forno pra mim... Vou fazer um suco... –Deixo a forma em cima da mesa para Yoshiro e vou ate a dispensa olhar as opções de suco.



–Hum... Temos Suco de maçã, de manga, de tanta coisa... Nem sei o que escolher... Ah! Já sei! Vem aqui latinha... –Pego uma lata de ervilhas e vou ate a pia abri-la, coloco um pouco de água no liquidificador e jogo as ervilhas lavadas dentro junto com um bocadinho de açúcar e ligo o aparelho. Logo as ervilhas eram desmaterializadas e misturadas com a água formando um liquido verde e pastoso. –Prontinho! –Falo alto parando o liquidificador de bater e colocando o liquido em três copos.

-Yoshi-Chan vê se o queijo já derreteu, e cuidado pra não se queimar, use as luvas que estão na mesa. –Explico enquanto me distraia experimentando o suco.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Yoshiro Hanakimi
Shinigami Tulipa
Shinigami Tulipa
avatar

Mensagens : 441
Data de inscrição : 29/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: B
Life Life:
200/200  (200/200)
Exp: Exp::
724/1000  (724/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Qua 1 Set - 21:01

Yoshiro faz os pães corretamente(ele nunca usou uma receita diferente, por isso se atrapalhou todo), o garoto conseguiu fazer os pães, logo Ayame pede para ele ligar o forno, o garoto vai até o fogão e liga o forno de vagar para não se queimar. Logo após o garoto coloca os pães na forma e depois vá diretamente ao forno, o garoto encosta na pia e olha Ayame fazendo suco de ervilhas, o jovem enrrugou o rosto, ele virou um pouco a cabeça e disse:
- Ayame-san, tem certeza que esse suco é bom? Não se magoe só por causa de uma pergunta em...
Logo após dos pães estar prontos o garoto abre ele de vagar e pega a forma, ele estava sem luvas e jogo a forma pra cima, o jovem começou a sacudir as mãos rapido e olha para cima, ele vê que os pães iriam cair no chão. Yoshiro pega dois pratos usando a shumpo e pega pão por pão com os pratos, logo após ele põe os pratos na mesa e diz:
- Me queimei - Dizia o jovem sacudindo as mãos: - O que você disse sobre as luvas mesmo?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ayame Daisuke
Shinigami Camélia
Shinigami Camélia
avatar

Mensagens : 179
Data de inscrição : 11/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: C
Life Life:
180/180  (180/180)
Exp: Exp::
435/1000  (435/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Seg 6 Set - 22:08

Yoshiro parecia um tanto que indeciso sobre o sabor do suco de ervilhas. Viro-me sorrindo com malicia.

-É ótimo, faz muito bem a saúde... Antigamente quando morava na mansão Daisuke no meu café-da-manhã era normal. Não me magoei... Ta certo em preocupar-se... –Digo voltando a virar de costas para lavar uns talheres e de repente percebo pães sobrevoando minha cabeça. Giro rapidamente ficando zonza, Yoshiro tinha se queimado, mas resolvera o problema usando shumpo. Comecei a rir enquanto pegava o guardanapo para secar as mãos e ia a sua direção.



-Que coisa, isso porque eu avisei! Deixa-me ver se machucou muito... –Pego sua mão olhando o lugar onde havia queimado, estava avermelhado, mas não tinha sido muito grave. –Uma pomadinha resolve... Não foi grave... –Comento soltando sua mão e abrindo um sorriso. –Tem no banheiro se você quiser... Fique a vontade, vou pegar uma bandeja para levar o lanche para a sala... ok? –Digo indo ate o armário e pegando uma e voltando a mesa, coloco os copos já com os sucos, a jarra e os pães, mas ao vê-los percebo a falta de algo. –Ah! Calda! Já ia me esquecendo de por a calda rsrs... Pode me ajudar? –Pergunto ao Yoshiro entregando-lhe uma garrafinha e pegando uma outra.

Abro a pequena tampa e olhando Yoshiro com cara de atentada tranquilamente disfarçando coloco um pouco de calma na ponta dos dedos e rapidamente passo na ponta do nariz de Yoshiro rindo...

-kkkkkkkkkk hummm totoso oh! kkkkk
Voltar ao Topo Ir em baixo
Yoshiro Hanakimi
Shinigami Tulipa
Shinigami Tulipa
avatar

Mensagens : 441
Data de inscrição : 29/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: B
Life Life:
200/200  (200/200)
Exp: Exp::
724/1000  (724/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Seg 6 Set - 22:59

Ayame tinha colocado suas mãos na do garoto para ver se tinha queimado, Yoshiro sente aquela mão fria o tocando, os pelos de seu braço se arrepia mas o jovem continuava quieto, quando Ayame insinuou em uma pomada, o garoto sorri e diz:
- Não precisa não, já to bem melhor, Obrigado...
O Garoto ajuda ela levar as coisas para a sala, logo após a garota cita pela calda que avia esquecido, ela pergnta se Yoshiro poderia ajuda-la o garoto não recusou e disse "Sim"...
Quando os dois voltaram a cosinha ele fica olhando para o rosto da garota e já sabia que ela iria aprontar, aquela cara de sapeca não enganaria Yoshiro nem se ele quiséce, a garota passa um pouco de calda no nariz de Yoshiro. Ela dizia umas palavras como se fosse uma criançinha, mas o garoto gostava da quele jeito dela, imediatamente o garoto morde o beiço de baixo dando uma risadinha e balançando a cabeça. Yoshiro chega perto da garota como se fosse a beija-la mas o que ela não sabia era que ele estava lambusando sua mão toda, ele encosta sua testa na dela e passa a calda em seu rosto, o garoto se vira e beija a bochecha da garota e diz:
- É! Achei muito gostoso...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ayame Daisuke
Shinigami Camélia
Shinigami Camélia
avatar

Mensagens : 179
Data de inscrição : 11/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: C
Life Life:
180/180  (180/180)
Exp: Exp::
435/1000  (435/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Qua 15 Set - 16:03

Seu rosto transparecia um sorriso maroto, malandro... Era completamente engraçado vê-lo naquela situação. Eu ria sem parar, ficava vermelha, minha barriga começava a doer de tanto rir. Ele morde o beiço dando uma risadinha muito charmosa que por acaso me chama a atenção e então se aproxima de repente, ficando muito próximo, encosta sua testa na minha e sinto meu corpo congelar.



Meu coração bate aceleradamente com o susto, o sorriso anestesiado e as pernas começando a bambear. Após os segundos de transe balanço a cabeça para despertar e quando eu ia interpor a atitude que pensei que faria, ele me surpreende lambuzando todo meu rosto com calda e virando meu rosto para dar-me um beijo na bochecha. Sinto como se despencasse de um penhasco, ele estava cumprindo a palavra, fiquei envergonhada por duvidar.

Minha cabeça tomba para o lado abrindo um sorriso sem graça.

-Rsrs Achou né? Rsrsrs É acho subestimei você... Jamais pensei que fosse capaz de me lambuzar desta forma rsrs... –Digo brincando enquanto atravessava a cozinha para limpar o rosto. –Yoshi-Chan... Muito obrigado, por existir! –Viro-me olhando-o ainda abobada com a cena anterior.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Yoshiro Hanakimi
Shinigami Tulipa
Shinigami Tulipa
avatar

Mensagens : 441
Data de inscrição : 29/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: B
Life Life:
200/200  (200/200)
Exp: Exp::
724/1000  (724/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Qua 15 Set - 16:19

Yoshiro Sabia que ela gostava de brincar mas pelo menos uma vez ele teria que agir corretamente para que pudé-se parar de brincar com o coração da garota, Yoshiro se aproxima de Ayame e diz nas costas dela:
- Desculpe-me pelo que irei fazer agora, cansei de brincar com seu coração...
O Garoto vira sua amiga de vagar para que não pude-se machuca-la, o garoto aproxima seu corpo ao dela, seu sangue começou a subir, o garoto ficou vermelho e um pouco nervoso na hora, até que o jovem beija a garota. Após isso ele para um pouco e diz meio que tristonho:
- Desculpe-me, mas não consigo me resistir a você, meu coração implora para tela ao meu lado...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ayame Daisuke
Shinigami Camélia
Shinigami Camélia
avatar

Mensagens : 179
Data de inscrição : 11/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: C
Life Life:
180/180  (180/180)
Exp: Exp::
435/1000  (435/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Qui 23 Set - 18:43

Eu ainda virada de costas limpava-me enquanto Yoshiro se aproximava sorrateiramente. As minhas costas ele diz algo que no mesmo momento me faz parar, congelar, fiquei pensativa tentando digerir suas palavras. “Brincar com meu coração? Como assim?” Pensei franzindo a testa. Lentamente Yoshiro ia me virando ate ficar a sua frente, olhei para cima encarando seus olhos profundos que me olhavam com certa intimidade, o jovem juntou nossos corpos, por um minuto fiquei travada, sem respirar, sem sentir minhas batidas cardiovasculares, sem me mover, ou piscar.

Eu conseguia pensar e ver seu rosto avermelhando, mas as palavras que me vinham à mente não saiam pela boca, eu queria gritar, encher a sua cara de porrada, afastá-lo de mim, queria poder me mexer ou xingar, meus olhos tremiam na órbita, eu não conseguia encará-lo mais, queria abaixar a cabeça, sentia meu rosto corar também, mas foi ai que ele segurou meu rosto e foi impossível sair de suas mãos, seus lábios encostaram os meus, foi constrangedor, para mim ele era um amigo, o meu melhor amigo para ser mais franca, era muito difícil vê-lo passar por aquilo e ter que passar junto com ele, mas como continuar sua amiga sendo que ele não para com essa idéia? E o pior é que lá no fundo, algo estranho acontecia comigo.

Meu coração finalmente voltara a bater, a respiração agora acelerada, os reflexos, a movimentação do corpo. Seu beijo era incrivelmente carinhoso e delicado, Yoshiro parecia mesmo saber como conquistar uma garota, me perguntava como ele tinha conseguido deixar-me daquela forma. ¬¬""""

Quando se afastou ainda me olhando com o olhar triste pude enxergar que não era só uma amizade normal. Realmente não era nada normal eu sentir tudo aquilo, meu estomago estava embrulhado agora. Franzi a testa novamente, suas palavras suavam com certa dor, apesar de serem lindas. Encarei-o por um momento. Depois respirei fundo e soltei o ar com força.

-Você não devia ter feito isso, nos já conversamos Yoshiro! –Disse mostrando-me nervosa. –Eu não quero ter que me afastar, mas você esta me obrigando a fazê-lo! –Me afastando e começando a andar de um lado para o outro. - Eu não posso criar duvidas na minha cabeça, sou uma pessoa realista de um ponto só, não posso gostar de você e do Hikari juntos, é... Impo...ssível... –Disse com a voz falhando nas ultimas palavras mostrando indecisão.

Parei cabisbaixa por um momento, levantei o rosto triste olhando-o.

-Yoshi-Chan... Porque você me deixa assim... tão... –Viro o rosto. –Não sabe como estou brava com você! –Brigo novamente. –É melhor que vá embora! Esfrie a cabeça, você deve estar com algum problema porque sabe muito bem que já conversamos sobre isso e sabe qual é a minha palavra final.

Duvidas, duvidas e mais duvidas pairavam sobre minha cabeça, como todo ser vivo. Porque os opostos se distraem e os dispostos se atraem? Meus olhos avermelhavam e lagrimas rolavam pelo meu rosto lentamente, sentia dificuldade para respirar e estava nervosa por não saber o que realmente desejava.

-Como você consegue ser assim? Tão charmoso? Tão carinhoso? Porque você não é normal? Porque eu não sou normal?!? –Gritava andando novamente de um lado para o outro ainda com lagrimas caindo. –Porque é assim comigo? Não pode simplesmente ser meu amigo? Porque esta ficando mais difícil encarar você? PORQUE perco a respiração sempre que você se aproxima? Eu não consigo entender! Porque? Porque? Porque Yoshiro?! –Ando rápido ate ele e paro a sua frente olhando-o feio. –Desculpe-me. –Minha mão levanta rápida e acerta o rosto de Yoshiro com força. –Você mereceu isso! –Agora minha mão involuntariamente segurando seu rosto com carinho se entrelaça em seus cabelos e traz seu rosto ate o meu. Devolvo o beijo com vontade, sinto um arrepio e depois de um tempo me afasto. Encarando-o mais lagrimas rolavam, eu tinha dado curto circuito. Era a única resposta lúcida, eu estava louca.

Atravessando a cozinha de cabeça baixa estico a mão para a saída. E com a voz tremula e rouca digo com rispidez.

-Saia agora mesmo!


Off: Desculpa a demora Deh, estive mesmo ocupada, espero que nao tenha ficado chateado, depois te explico com mais detalhes o sumiço, Te Adoro migo, beijos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado
avatar


Sua Ficha de Personagem
Rank: Em Treinamento
Life Life:
100/100  (100/100)
Exp: Exp::
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Qui 23 Set - 22:23

Off:

¬¬" Isso é tão beautiful... Gaia no Kari-chan...
O Yoshiro vai se dar mal se o Hikari voltar da Missão... U.U
Voltar ao Topo Ir em baixo
Yoshiro Hanakimi
Shinigami Tulipa
Shinigami Tulipa
avatar

Mensagens : 441
Data de inscrição : 29/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: B
Life Life:
200/200  (200/200)
Exp: Exp::
724/1000  (724/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Sex 24 Set - 1:53

Off: Hikari, menos, você está muito ciumento U.U

On: Yoshiro fez o que tinha que ter feito a muito tempo, o garoto meio que chateado teve que escutar algumas coisas ainda. Logo após de alguns minutos quando o jovem estava de cabeça baixa, e continua escutando coisas da aquela garota dizia, o jovem não levantava a cabeça por nada e diz:

- Desculpe-me, mas nem eu sei as vezes o que faço, sei que não deveria ter feito isso. Isso foi um erro meu, ou melhor, uma falha minha... No momento não posso fazer nada, e concordo com você, acho melhor se afastar de mim, eu não estou fazendo-a muito bem, não posso fazer nada contra meu amigo, mas sei se ele ver isso nunca mais irá me perdoar...

Yoshiro se aproxima pela última vez e limpa as lágrimas da garota, ele estava chateado pelo seu modo e pelo o que fez ela passar, quando ele estava quase saindo pela porta da cozinha, ela continua a falar mais coisas, o garoto para e volta a escutar... Após alguns minutos de falatória o garoto volta a responder algumas perguntas feitas pela garota:

- Não sei por que me achas charmoso, esse meu jeito frio de ser com algumas pessoa e aulas frio e persistente. Carinhoso eu? Não sei como consigo, mas sei que só são com o sexo oposto, e não sei por que não se achas normal, para mim você é muito normal, é eu que tenho esse jeito esquisito de ser, uma hora faço uma coisa, e na outra faço outra... As vezes nem eu sei o que faço, mas sei quando magoei ou chateei uma pessoa...

O jovem havia dado uma pausa pra deixar a garota continuar e ela diz mais coisas e mais coisas, perguntas que nem o jovem poderia responder, mas ele ia tentar de qual quér forma:

- Érr... Bom, não sei por que sou assim com você, não sei se é por que conheço apenas uma garota que me atraiu muito ou algo parecido, não conheço muitos shinigamis garotas, e das que conheci... Eu... S...ó... Gostei de você... Não sei por que não consigo ser apenas seu amigo, não sei o que há entre eu e minha vida, não sei quase nada sobre mim... Nunca tive a sensação de chegar assim tão próximo de uma garota nesse mundo, por isso não sei lhe explicar todos os porque...

O garoto a baixa a cabeça e algo de estranho e pesado bate em seu rosto, o jovem vira a cabeça de vagar para ela e limpa o canto da boca para ver se não havia saido sangue ou algo parecido... Logo após de tanto falatória e tapa, o garoto quase indo embora, sente algo diferente encostando em seus lábios. Seu corpo congela na hora, ele não sabia que aquilo ainda poderia acontecer, ainda mais vindo dela, sua mão suave em meus cabelos me fizeram sentir algo de diferente. Por fora os dois aceitam o ralacionamento que ela tem entre outra pessoa, mas no fundo, Yoshiro sabia que os dois se gostavam, mesmo que ela não tinha encontrado a caminho de seu destino corretamente... O jovem já sabia o que haveria após aquele beijo, ele vira as costas quando ela vira para ele também, a garota tinha citado muito rápido para ele ir embora, o jovem começa a andar de cabeça baixa e diz uma última palavra na quele dia:

- Desculpe-me se te deixei mal, não sei como consigo ferir os sentimentos das pessoas sem que eu queira...

Yoshiro continua a caminhar lentamente até a porta a espera de uma última resposta
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ayame Daisuke
Shinigami Camélia
Shinigami Camélia
avatar

Mensagens : 179
Data de inscrição : 11/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: C
Life Life:
180/180  (180/180)
Exp: Exp::
435/1000  (435/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Sex 24 Set - 20:15

Off: Olha não to querendo ser grossa, mas a Ayame não ta colocando “gaia” em ninguém, ate porque o Hikari não a pediu em namoro, ou seja, ela não esta fazendo nada errado. U.U
Eu avisei que era pra ser presente rsrs...

On: Eu ainda estava de cabeça baixa e o braço esticado apontando a saída quando escuto as palavras de Yoshiro. Ele sempre foi uma boa pessoa, nunca fez mal a ninguém. E eu ainda não acreditava que tinha feito o que fiz. Balançando a cabeça negativamente ouvi Yoshiro sair da cozinha. Senti vontade de chorar, eu precisava deixá-lo ir, mas não queria que fosse daquela forma. Eu tinha duas pessoas gritando por atenção dentro de mim e sinceramente, eu não sabia a quem ouvir. Uma me mostrava o Hikari e como eu gostava dele e como era estranho esse sentimento, me lembro bem de como tudo aconteceu, foi rápido, acho que foi um cupido que me acertou e então eu abri os olhos e quando o vi me apaixonei, na verdade eu senti meu coração bater mais forte quando ele caiu em cima de mim, nada romântico né, mas mesmo assim eu sei que gosto dele.

“Aquela foi uma tarde perfeita e uma noite incrível. Eu não consigo me controlar perto dele, seu jeito calmo, sei lá. Mas parando pra pensar, sempre que eu parecia dar passos a sua frente ele recuava, Hikari é tímido, não o culpo, claro. Coisa que é completamente diferente do Yoshiro que sempre que pode demonstra seus sentimentos e não há sobra de duvidas disso para ele. É bem explicito. É divertido, um amigo e tanto também. Não tem como comparar os dois. São muito diferentes e não tenho como negar, os dois me atraem. Mas eu não posso deixar que isso vire bagunça... Tenho que me decidir, mas Hikari não me disse nada se ia querer algo ou não... Mas seus olhos... Eu não sei o que fazer... Pensando bem... Talvez eu tenha uma opção, ficar sozinha”.


Ainda tentando encontrar soluções chamo afoita.

-Yoshiro-San! –Corro para a sala, ele estava parado próximo a porta, com dificuldade para dizer continuo. –Não fique assim, me desculpe. Eu juro que to tentando entender tudo isso. É tão complicado pra você quanto é pra mim... Eu tenho que admitir, eu gosto de você, mas não posso ficar com você e nem sem você, por isso eu vou tomar uma decisão mais sensata. Acho que é melhor, eu... Ficar sozinha, sem ninguém. Você é como o sol, o meu sol que ilumina o meu dia e me faz sorrir que esta sempre irradiando felicidade quando esta do meu lado, o Hikari é como a noite, é mais tranqüilo, é charmoso e intenso, não tenho como escolher, e não quero ter que chatear ninguém, então a partir de hoje eu não quero mais nenhum sol e nenhuma lua, meus dias serão engolidos pela escuridão e não haverá mais nada com que eu me preocupe. Você ainda será meu amigo e Hikari também, nada alem disso, não quero ter que me magoar ou a vocês e não quero confusão, vocês também são amigos... Poxa... –Ando ate o sofa e me jogo nele sentando relaxada. –Não agüento toda essa pressão dentro de mim... –Cruzo so braços fazendo bico. –Por favor, não fique assim, me desculpe... Não vou mais fazê-lo sofrer...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Yoshiro Hanakimi
Shinigami Tulipa
Shinigami Tulipa
avatar

Mensagens : 441
Data de inscrição : 29/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: B
Life Life:
200/200  (200/200)
Exp: Exp::
724/1000  (724/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Sex 24 Set - 20:45

Quando o Garoto estava quase saindo pela aquela porta, ele ouve seu nome pela última vez. O garoto para e começa a escutar o que a jovem inocente garota tinha que lhe dizer, ele já sabia que nada mais de ruim iria sair da quela boca que o garoto teve pelo menos a última chance de toca-la, mas aquilo não poderia ser o fim, ele pode seguir a proposta da garota como ela desejar, e o garoto começa a escutar a primeira palavra que havia saido da quela boca que parecia chateada... Após ter escutado palavras, e mais palavras o garoto vira-se de vagar com a cabeça baixa e diz:
- Não precisa se desculpar por nada, a maioria da culpa foi toda minha, não sei por que me sinto, assim, tão diferente perto de você, parece que é você que faz meu mundo girar, mas aceitarei sua proposta, juro nunca mais lhe fazer esse tipo de coisa, isso realmente foi um erro meu, me desculpe... - Yoshiro da uma pausa e segura para que nem uma gota de lágrima, caia de seus olhos, o jovem ergue a cabeça e volta a falar: - Sei pelo o que está passando, não quero que fiques nesse obscuro sem o Sol e a lua, que seria eu e Hikari, sempre irei te iluminar e faze-la sorrir, mas tentarei fazer de outra forma, o solzinho aqui nunca deixará uma bela garota ficar em um lado obscuro como se tivesse solitaria... Pode ficar ciente que não irei ficar chateado mais por causa disso, e dependendo de mim, não irá acontecer nem uma confusão entre Hikari e Eu... - O jovem chega perto da garota e se senta perto dela, o garoto olha para ela acariciando sua cabeça e diz: - Eu quero lhe pedir não não sofras por mim, já lhe disse isso, se eu tiver que sofrer pode deixar, mas nunca irei ficar muito chateado perto de você... - O garoto chega mais perto e da um beijo e sua testa e volta para seu lugar e volta a dizer: - Me desculpe mesmo, não quero perder sua amizade...


Última edição por Yoshiro Hanakimi em Sab 25 Set - 1:46, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado
avatar


Sua Ficha de Personagem
Rank: Em Treinamento
Life Life:
100/100  (100/100)
Exp: Exp::
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Sab 25 Set - 1:44

OFF:

-.-" No coments...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ayame Daisuke
Shinigami Camélia
Shinigami Camélia
avatar

Mensagens : 179
Data de inscrição : 11/03/2010

Sua Ficha de Personagem
Rank: C
Life Life:
180/180  (180/180)
Exp: Exp::
435/1000  (435/1000)

MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   Qua 6 Out - 18:01

O bolo que estava entalado na minha garganta agora parecia descer forçado arranhando-a, mas aliviando ao mesmo tempo. Ainda sentada olhava para Yoshiro que se desculpava gentilmente.

-Obrigado por entender e aceitar minha proposta, eu sei que é difícil, mas não tem outro jeito... Se eu continuar desta forma, vou enlouquecer! Vocês dois me tiram do serio, me deixam maluca, sem energia e sem ar... –Fecho os olhos triste enquanto a ultima lagrima se pendurava recusando-se a cair.

Yoshiro como sempre muito doce fazia suas palavras melhorarem qualquer problema que fosse, resolver não resolvia, mas acalmava. Sua preocupação a todo instante me instigava, ele era uma pessoa muito forte, não tinha como negar, tão altruísta e carinhoso. Eu não o merecia de forma alguma. E essa medida tomada com certeza era a melhor solução para o problema.

-Você é um doce Yoshi... Eu não mereço tanto carinho vindo de você... Mas agradeço... –Yoshiro se aproxima e senta-se ao meu lado, viro minha cabeça olhando-o ainda triste. Yoshiro vira-se e me da um beijo na testa, que por sinal tinha um significado muito importante, o respeito. Dou um sorriso torto e reconfortado.

-Será mesmo difícil você perder a minha amizade, você é sempre tão bondoso. Apesar de dar uns foras, mas isso não será mais problema... –Levanto indo em direção a porta, abro-a. - Me desculpe por tudo, por hoje acho que é melhor parar por aqui, estou cansada e preciso de um tempo sozinha, se não se incomodar... –Abro novamente um sorriso tombando a cabeça para o lado. – Nos vemos um outro dia, pode ser?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Casa de Ayame Daisuke   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 

Casa de Ayame Daisuke

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 

 Tópicos similares

-
» Ateh quim fim coloquei Net Na minha casa!!!!
» Ayame Sarutobi
» [Ficha] Ayame Minami Souma
» [Game Of Thrones] Teste qual a sua casa.
» A casa do terror
Página 2 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Versão 3.0 - Time Break :: Sua casa shinigami-